Editorial

A publicidade irregular que desrespeita e emporcalha Toledo

| 21/04/2015 - 00:01

Toledo tornou-se uma cidade exemplar em vários aspectos a partir da trajetória que desenvolveu, com um esforço coletivo marcado ainda pela consciência cidadão de sua população. Assim a pequena vila virou município sem sequer ser distrito, distribuindo a todos os resultados de seu esforço através de uma administração autônoma em pouco mais de seis anos de existência. Essa solidariedade e espírito desbravador marcou presença também ao longo de sua trajetória, onde em vários momentos a sociedade somou forças para viabilizar o atendimento de suas necessidades e superar os desafios do crescimento, como na construção do aeroporto nos anos 50 ou ainda na sua reforma e ampliação nos anos 90. Agora porém este mesmo espírito solidário e de acolhimento vem sendo usado contra a cidade, em ações que prejudicam Toledo, emporcalhando a cidade que tanto nos orgulha em nome do lucro fácil de alguns poucos irresponsáveis e de outros gananciosos sem postura ou ética empresarial ou quanto à coletividade. É o que se observa nas avenidas, esquinas importantes, prédios vazios e outros locais onde são colados ou pendurados cartazes, placas e outros materiais de divulgação irregular de promoções, eventos, produtos ou serviços.
Ignorando de forma vergonhosa as vastas oportunidades apresentadas pelos veículos de comunicação estabelecidos na cidade para a divulgação de eventos, produtos e serviços, alguns maus empresários e verdadeiros porcalhões saem pela cidade colando cartazes e panfletos em prédios, muros, fachadas, vidros e outros espaços, sem pedir autorização e sem considerar a limpeza destes locais e da apropria cidade. Na verdade a regra tem sido considerar apenas os interesses desses verdadeiros porcalhões, que não respeitam nada nem ninguém em busca de divulgação gratuita. A verdade porém é que esta forma de propaganda é gratuita apenas para eles, pois custa caro para a imagem da cidade e para os proprietários dos prédios, muros e fachadas atacadas por estes vândalos do lucro fácil. Sem considerar toda uma estrutura de jornais, revistas, rádios, emissoras de TV, empresas de internet, publicidade e propaganda e outros profissionais e organizações do setor de comunicação, além das redes sociais, esta verdadeira pirataria publicitária avança sobre todos os espaços, ocupando, emporcalhando e sujando os espaços públicos e privados em defesa unicamente de seus próprios interesses, que estão longe de serem os interesses de Toledo e sua comunidade. Os prejuízos deste tipo de postura acaba sendo dividido por todos que precisam limpar prédios, fachadas e muros do emporcalhamento desses poucos, além do poder público e da cidade como um todo, já que o resultado deste tipo de ação é uma cidade mais suja e com aspecto de abandono onde agem estes porcalhões. É hora de dar um basta a esta situação, contendo e punindo os porcalhões e garantindo o patrimônio e os direitos dos proprietários de muros, prédios e fachadas e também dos toledanos em geral a uma cidade organizada e limpa.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Editorial'

Meu ponto de vista sobre o aumento do IPTU em Toledo.

Mais Destaques
"Dirigiu bêbado e foi pego, ANOTE AI: é crime sem fiança! A pena mínima é de CINCO ANOS de reclusão, perde a careteira de motorista definitivamente e essa pena NÃO se pode converter mais em prestação de serviços, ou seja, vai ficar PRESO! "
(Governo Federal)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)