Editorial

O que Toledo espera e precisa em retorno do Paraná

| 26/07/2015 - 00:01

A visita do secretário-chefe da Casa Civil do governo estadual Eduardo Sciarra a Toledo na sexta-feira rompeu um silêncio incômodo da administração paranaense em relação a um dos maiores municípios do Estado, mas está longe de atender as expectativas e necessidades do município. Na verdade as relações ente as administrações estadual e municipal precisam melhorar, em nome do interesse maior da população e do próprio Paraná, que tem em Toledo a maior produção agropecuária estadual, um polo industrial e do ensino superior e portanto precisa lhe dar a atenção merecida. Certamente ninguém ignora que o Paraná atravessa dificuldades financeiras, mas também é verdade que o ajuste fiscal estadual começa a presentar resultados e por isso mesmo é necessário que as demandas da sociedade sejam devidamente relacionadas para ganhar o necessário planejamento e previsão de recursos visando seu atendimento. Assim como a Toledo participou na crise estadual com professores estaduais em greve e deslocamento de policiais para atender o chamado estadual a Curitiba na crise com o magistério também precisa tomar parte na gestão das questões que começam a ganhar solução. Se a Prefeitura de Toledo contribuiu com o Estado bancando o transporte escolar da rede estadual nas férias municipais com recursos toledanos foi por colocar o interesse da população acima de uma avaliação meramente financeira ou mesmo política e isso precisa ser reconhecido e destacado. Precisamos agora que esta mesma postura republicana seja mantida pelo governo estadual, que adiou a construção da nova sede do Cense-Centro de Sócio Educação e vem protelando a construção de novas escolas estaduais em bairros cujo crescimento populacional exige uma atenção. Curitiba está distante do Oeste do Paraná, mas aqui estão os representantes estaduais, que podem facilmente constatar tais necessidades, bastando apenas sensibilidade e boa vontade. É o que a população espera e o que Toledo precisa neste momento, em que as dificuldades de uma conjuntura complicada não precisam nem devem ser agravadas por omissões ou pequena política.

    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Editorial'

Meu ponto de vista sobre o aumento do IPTU em Toledo.

Mais Destaques
"Dirigiu bêbado e foi pego, ANOTE AI: é crime sem fiança! A pena mínima é de CINCO ANOS de reclusão, perde a careteira de motorista definitivamente e essa pena NÃO se pode converter mais em prestação de serviços, ou seja, vai ficar PRESO! "
(Governo Federal)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)