Editorial

O Anel Viário de Toledo precisa tornar-se mais seguro

| 31/07/2015 - 00:01

Um novo acidente no Anel Viário de Toledo mostrou ontem que o trecho é perigoso e precisa de medidas capazes de resolver dificuldades que possui quanto à topografia e engenharia para que deixa de ser fonte de riscos para motoristas e passageiros. O acidente de ontem foi num dos trechos mais perigosos, a subida em direção ao trevo de saída para São Pedro do Iguaçu após a ponte sobre o Rio Toledo, mas este não é o único local, perigoso nesta interligação de rodovias. Na verdade a própria descida em direção à ponte está com acesso livre e sem asfalto de uma via urbana no meio do trajeto e sem sinalização, além de todo ele contar com tráfego intenso e que mescla veículos em trajetos urbanos entre bairros e regiões da cidade e outros que procedem ou buscam municípios da região ou mesmo os países vizinhos, especialmente Argentina e Paraguai. Coo se vê, trata-se de uma mistura de tráfegos bastante complexa e que por si só gera grandes riscos, mas que é agravada também pelas limitações da pista quanto à sua largura, traçado e sinalização.
Este alerta é feito aqui neste momento porque a tendência é de a situação agravar-se ainda mais à medida que novas estruturas públicas e privadas estão entrando em funcionamento nas regiões servidas elo Anel Viário, como é o caso da própria UPA, do campus da UFPR e dos novos loteamentos que estão sendo implantados nesta área da cidade. Especialmente na área de saúde sabe-se que a demanda é marcada pela urgência e emergência e tal tipo de tráfego tende a intensificar-se com a UPA atualmente e ainda mais no futuro com o Hospital Regional e isso precisa ser visto desde já para dimensionarmos o Anel Viário de acordo com a demanda que a cidade e a região apresentam e também à que terão em relação a ele em poucos anos. A situação neste trecho de rodovia só tem se agravado nos últimos anos e é necessária uma solução que garanta uma resposta aos usuários, preservando sua segurança e salvando vidas no futuro neste trecho que é também um ponto de entrada da cidade.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Editorial'

Meu ponto de vista sobre o aumento do IPTU em Toledo.

Mais Destaques
"Dirigiu bêbado e foi pego, ANOTE AI: é crime sem fiança! A pena mínima é de CINCO ANOS de reclusão, perde a careteira de motorista definitivamente e essa pena NÃO se pode converter mais em prestação de serviços, ou seja, vai ficar PRESO! "
(Governo Federal)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)