Cidade

Adolescentes fazem fila para receber dose contra HPV

| 11/03/2014 - 00:00

Adolescentes de 11 a 13 anos fizeram fila ontem de manhã, 10, no posto de saúde do Jardim Porto Alegre, no primeiro dia da campanha de vacinação contra o vírus papilomavírus humano (HPV), o segundo principal causador do câncer do colo de útero. A vacina está sendo introduzida no Sistema Único de Saúde (SUS) e deve ser aplicada em três doses. A primeira começou a ser aplicada ontem, a segunda em seis meses e a terceira cinco anos após a aplicação da primeira dose. Para receber a vacina é necessário comparecer a um posto de saúde com a carteira de vacinação ou um documento pessoal.
Cerca de 30 meninas receberam a primeira dose da campanha no período da manhã. “Por ser o primeiro dia a procura está muito boa. Tem bastante gente se vacinando e procurando saber mais sobre a vacina. Esperamos vacinar o máximo possível”, comenta a enfermeira do posto de saúde do Jardim Porto Alegre, Márcia Malmann Batista. A meta é vacinar 3 mil meninas em Toledo. A vacina está disponível em todos os postos de saúde do município.
Segundo a enfermeira Carmen Fornari Garbin, a vacina HPV, que está sendo introduzida na rede pública pelo Programa Nacional de Vacinação, não contará em Toledo com um esquema especial nas escolas como está sendo proposto em alguns outros municípios. Este critério ficou a cargo de cada cidade. “Não vamos levar a vacina às escolas, mas divulgar e orientar as meninas”, diz Carmen. Para a enfermeira Márcia Batista, é importante orientar as meninas sobre a vacina. “A vacina é quadrivalente, ela previne os quatro tipos do vírus responsáveis pelo câncer de colo de útero e as lesões cutâneas. Porém, há 150 tipos do vírus HPV. Por isso é fundamental que as adolescentes continuem tomando todos os cuidados para evitar doenças sexualmente transmissíveis”. Segundo a enfermeira, a vacina é feita nesta faixa etária para uma prevenção mais efetiva, mas todos os cuidados, como o uso do preservativo, devem continuar, pois a vacina não combate todos os tipos de vírus. O posto pretende fazer nos próximos dias um calendário para a divulgação da campanha nas escolas.
Algumas mães levaram logo cedo as filhas para receber a vacina HPV. Dirce Dutra, funcionária de uma empresa de medicamentos, levou a filha de 12 anos para vacinar no primeiro dia. “Minha filha aprovou a ideia, e eu também, inclusive mais que ela, pois as mães se preocupam com tudo. Eu achei interessante poder prevenir minha filha do câncer de colo de útero, que vem preocupando muito as mulheres. Foi muito bom ter sido implantada na rede pública de saúde”, afirma Dirce.
Como a vacina não será realizada nas escolas e conscientes da importância desta, diretores e professores do Colégio Estadual Jardim Gisele reservaram a manhã para levar as estudantes até o posto de saúde. Munidas de autorização dos pais, os professores levaram cerca de 20 menores ao posto do Jardim Porto Alegre para receber a primeira dose. Segundo a diretora do Colégio, Iracema Maria de Sá, o objetivo era divulgar a vacina HPV na escola. “Não é possível levar todas as meninas dessa faixa etária, mas acredito que conseguimos atingir nosso objetivo, que era divulgar a campanha. Várias meninas perguntaram da vacina, queriam ir também, muita gente se interessou, e com certeza vão procurar o posto de saúde para se vacinar também”, diz Iracema.
Assessores ressaltam importância da prevenção
Para a secretária municipal de Saúde, Denise Campos, a campanha é muito importante, pois a vacina é uma forma eficaz de prevenção de doenças. “Acho que essa decisão do Ministério da Saúde de incluir a vacinação contra o HPV na rotina do calendário de vacinação é assertiva, pois garante uma maior proteção a essas adolescentes”, afirmou. Para o assessor especial em Saúde, Edson Simionato, a campanha é uma ação preventiva e vem de encontro às propostas da atual administração. “Quando se investe na prevenção, evitamos maiores sofrimentos para as pessoas. Estamos seguindo as orientações do Ministério da Saúde”, salientou.

    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cidade'

Vacina contra a gripe é ampliada em Toledo

Eficiência, inovação e controle social forte são os pilares do TCE-PR, destaca Durval

Sicredi apoia Dia C e beneficia comunidades

Toledo lidera pela quinta vez o ranking do VBP do Estado

Agricultura Familiar: Fomento na merenda escolar do Paraná

IAP divulga primeiro relatório sobre destinação de resíduos sólidos industriais no Paraná

Mais da metade dos resíduos têm destinação adequada

Inscrições para 28º concurso de contos Paulo Leminski

Conferência Municipal de Saúde elege novos conselheiros

Caciopar lança oficialmente o seu 4º Congresso

Mais Destaques
"O número de acidentes no trânsito de Toledo cresceu 28,5%, no comparativo entre janeiro deste ano e o mesmo período do ano passado, de acordo com dados pela PM (ver gráficos). Toledo está na contra-mão do estado que, reduziu em 23% os números nos mes"
(Redação)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)