Cultura

Biblioteca Pública oferece alternativas de leitura nas férias

| 23/12/2016 - 00:01

Biblioteca Pública oferece alternativas de leitura nas férias

Com um acervo de cerca de 42 mil livros, entre pesquisa, literatura infanto-juvenil, literatura brasileira e estrangeira, a Biblioteca Pública Municipal, no Centro Cultural Oscar Silva, é uma alternativa de leit ura neste período de férias. A instituição conta com quase 20 mil leitores cadastrados e realiza uma média de 35 mil empréstimos por ano. No mês de janeiro (em função das férias de funcionários e de estagiários), o atendimento será de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.
Para retirar livros, é necessário ter a carteira de sócio. O processo para a produção do documento é simples. Basta apresentar um documento pessoal (RG ou certidão de nascimento) e comprovante atual de endereço. A carteira é gratuita e emitida no mesmo dia.
A auxiliar bibliotecária Loreci Beal lembra que o leitor pode emprestar até dois livros de literatura, dois livros juvenis e dois gibis por até 15 dias. “Outros livros o empréstimo é de uma semana, podendo renovar por mais uma. Os livros de literatura e juvenil podem ser renovados por mais 15 dias. Nas férias recebemos muitos visitantes, alguns levam os livros para ler em casa e outros preferem ler na Biblioteca. Estamos recebendo muitas famílias que passam por boa do tempo lendo livros”, diz.
A leitura para algumas pessoas pode ser uma necessidade profissional, por convicções religiosas ou políticas. Tem também quem escolhe a leitura por prazer. Hoje, as oportunidades de acesso aos livros estão mais fáceis e a diversidade de títulos para crianças, adolescentes e adultos, é muita. Ler é uma atividade lúdica. Quando uma criança começa ter contato com o livro, fica encantada com os desenhos e as cores. Isso estimula a criança a desenvolver a imaginação, emoções e sentimentos de forma prazerosa e significativa.
Literatura para todas as idades
Para as crianças, e até mesmo os adultos as histórias em quadrinhos são a maior diversão. “Os gibis atraem por suas ilustrações e histórias curtas. As crianças que iniciam lendo gibis, certamente se tornam boas leitoras. O importante é incentivar o hábito de leitura. Os adultos também gostam de ler gibis, alguns ficam a tarde toda na Biblioteca lendo gibis. Nesta semana recebemos uma doação da coleção de gibis Tex e foi muito elogiado e a agradou a muitos adultos”, afirma Loreci Beal.
A Gibiteca da Biblioteca Pública Municipal tem um acervo em torno de 6.683 gibis com diversos títulos: Mônica, Magali, Cascão, Cebolinha, Chico Bento, Turma da Mônica Jovem, Tio Patinhas, Lanterna Verde, Homem-Aranha, Liga da Justiça, Os Vingadores, X-Men, Homem de Ferro & Thor, Superman, Wolverine, Universo DC e Batman.
Apesar de expressivo, o número não é suficiente para atender a demanda. Por conta disso, a Biblioteca Pública solicita a doação voluntária de dois exemplares para os pequenos leitores. A Biblioteca também está aberta a doações, tanto exemplares novos como usados, porém em boas condições.
Entre os adolescentes, na faixa dos 10 aos 14 anos, a preferência é por textos de humor, situações inesperadas ou suspense. Os textos são escritos de forma simples e objetiva e a história deve conter início, meio e fim capaz de prender o leitor até o final da história.
Para os leitores adultos os gêneros mais procurados são: romance, ficção e auto-ajuda. A leitura permite que o leitor adquira novos conhecimentos, desenvolva sua inteligência, ajude a extravasar seus sentimentos, exercitar a memória e o raciocínio.
Segundo Loreci Beal, a decoração de Natal do local está chamando a atenção. “Este ano decidimos decorar a Biblioteca com árvores secas e um tipo de neve e também com cortinas nas vidraças. Muitos que passam pelo espaço querem tirar fotos de recordação”, diz.
A Biblioteca está localizada na Avenida Tiradentes, 1165, no centro, e disponibiliza computadores para atendimento à pesquisa escolar e à comunidade em geral.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cultura'

A tecnologia a favor da cultura

Cultura contribui mais do que recebe do Estado

Homenagem a Oscar Silva relembra o primeiro livro de Toledo

Lançada campanha “Cultura gera futuro”

Há cinquenta anos era lançado o primeiro livro em Toledo

Dia Mundial do Compositor

Oscar Silva: Primeiro livro de Toledo foi lançado há 50 anos

A arte nas encruzilhadas da vida

Dia de festa para um dos maiores nomes de nossa música

Memórias do rock: toledanos foram detidos a caminho de festival

Mais Destaques
"Dirigiu bêbado e foi pego, ANOTE AI: é crime sem fiança! A pena mínima é de CINCO ANOS de reclusão, perde a careteira de motorista definitivamente e essa pena NÃO se pode converter mais em prestação de serviços, ou seja, vai ficar PRESO! "
(Governo Federal)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)