Gente X Poder

Gente & Poder

| 31/01/2017 - 00:01

Gente & Poder

Lúcio X Professores
Um áudio divulgado nas mídias sociais, contendo trecho da conversa entre o prefeito Lúcio de Marchi e membros do Sindicato dos Servidores Municipais de Toledo, deu o que falar na segunda-feira (30). Nele, o prefeito é questionado sobre como vai resolver as horas extras feitas por professores e demais servidores das escolas municipais em eventos, como, por exemplo, festas juninas. A fala do prefeito sugerindo que professor tem que ser voluntário logo se espalhou. Revoltou professores e virou até ‘meme’ na internet, como mostra a foto nesta coluna.

Professor voluntário
Lucio foi ríspido. Nem deu tempo de a secretária geral do SerToledo, Marlene da Silva, terminar sua fala, o prefeito interrompeu: “Festa junina? Fica em casa então!”, sugeriu. “Eu fui presidente de APM de Conselho Escolar, gente, se o professor quiser trabalhar e ganhar hora extra numa festa da comunidade deixa em casa, a comunidade se vira. Eu vou lá e falo com os pais...”, completou. Marlene tentou seguir a explicação dizendo que havia um acordo coletivo sobre a questão, mas o prefeito visivelmente irritado cortou mais uma vez: “A comunidade toca a festa junina lá. Eu vou lá e vou falar com os pais...”, falou o prefeito. Marlene questionou: “E uma festa junina sem a presença dos professores pra levar as crianças, pra fazer apresentação como fica?”, Lúcio então sugeriu: “Trabalho voluntário gente!”

Como era no passado
De acordo com informações do SerToledo, essas horas em eventos de finais de semana, eram depois compensadas com folga em outros dias da semana. Ou seja, sem custos para os cofres públicos.

Posição do SerToledo
A Gazeta de Toledo entrou em contato com o SerToledo para checar algumas informações e solicitou uma posição do sindicato sobre a fala do prefeito. A direção ficou de retornar, pois estaria 'muito ocupada no momento', mas até o fechamento da edição não houve contato de retorno. Estamos aguardando!

Prefeito voluntário
Diante da sugestão de Lúcio aos professores, poderia ser lançada a campanha: “SEJA VOLUNTÁRIO PREFEITO!”. A campanha poderia ser estendida ao vice e secretários. Se somarmos só os salários do prefeito (R$ 25.103,74) e do vice (12.551,87), economizaríamos quase meio milhão de reais em um ano. Outra proposta seria que o executivo, seus secretários e diretores, recebessem salário de professor. Isso daria uma grande economia aos cofres do município. Que tal?

E os pais, são voluntários em seus empregos?
Qualquer trabalhador, por direito, tem que receber ou compensar as horas trabalhadas fora do expediente. Acredita-se, então, que a maioria dos pais de alunos não são voluntários nos seus trabalhos. Será que o prefeito acredita mesmo que os pais concordam que professor deve ser voluntário?
    1 COMENTÁRIO
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

  • ILDO KLIEMANN
    Se o prefeito me repassar o salário dele serei voluntário... kkkkkkkkkkk
Notícias de 'Gente X Poder'

Três perguntas aos gestores de Toledo, se é que podem me responder?

Voos que não vêm!

Beto Richa cancela vinda a Toledo

Nota de esclarecimento, do esclarecimento.

Toledo tem 12 casos de dengue

Agricultor vai produzir energia renovável – Linha Tatu

Decretos vão aumentar impostos em Toledo

Improbidade administrativa

Obras mal feitas dá condenação

O lixo, das praças!

Mais Destaques
"Dirigiu bêbado e foi pego, ANOTE AI: é crime sem fiança! A pena mínima é de CINCO ANOS de reclusão, perde a careteira de motorista definitivamente e essa pena NÃO se pode converter mais em prestação de serviços, ou seja, vai ficar PRESO! "
(Governo Federal)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)