Artigos

Alegra-te, cheia de graça. O Senhor está contigo

| 22/12/2017 - 21:00

Alegra-te, cheia de graça. O Senhor está contigo

Neste domingo que antecede a comemoração do natal de Jesus, história de Maria mostra como é possível fazer Jesus nascer no mundo: aceitando o convite de Deus. Todos os dias podemos manifestar nossa adesão, colocar diante de Deus nossa disponibilidade e entrega. Podemos participar ativamente do projeto salvador de Deus.
O Evangelho relata o exato momento em que Jesus encarna na história dos homens, a fim de lhes trazer a salvação e a vida definitivas. Mostra como a concretização do projeto de Deus só é possível quando os homens e as mulheres que Ele chama aceitam dizer “sim” a Deus, acolhendo Jesus e apresentando-o ao mundo. A resposta de Maria é a resposta de toda a humanidade: “Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra”.
Deus não quis se impor através do seu poder. Para ser um de nós, Deus se apresenta a Maria e espera que ela o acolha. O papel de Maria na ação salvadora de Deus não é apenas discreto, é comprometedor. Ela deve entregar todo o seu ser, toda a sua feminilidade, toda a sua fama, toda a sua maternidade a Deus. Não lhe solicitado o impossível, porque tudo é possível para Deus, mas uma atitude confiante para que Deus possa agir por nós, para nós. Deus não escolheu o grande deste mundo, mas o pequeno, para estar conosco. Maria é a pessoa que torna o Advento e o Natal sensível e humano.
A primeira palavra que Maria ouve de Deus é “alegra-te”. Ele traz uma boa notícia que não pode ser recebida sem entusiasmo: o Salvador vai nascer e trazer a salvação. Nestes tempos em que vivemos com tantas incertezas e escuridão, problemas e dificuldades, a primeira coisa que Deus nos pede é não perder a alegria. Sem alegria, a vida se torna mais difícil e dura.
A alegria é dom que deve ser cuidado e, para que ela seja forte e constante, deve nascer do mais profundo de nós mesmos. Ela nos coloca em sintonia com Deus e com a humanidade, principalmente com quem sofre. A alegria de Maria é o prazer de uma mulher de fé que se alegra com Deus salvador, aquele que levanta os humilhados e dispersa os soberbos. Por isso, a verdadeira alegria brota no coração de quem acolheu Jesus e que deseja profundamente justiça, liberdade e fraternidade para todos. Só pode ser feliz quem se esforça em fazer o outro feliz.
Celebrar o Natal é reviver a misericórdia de Deus: ele se compromete pessoalmente na salvação da humanidade. Por isso é preciso que Cristo renasça dentro de nós. Este é o desejo de Deus ao se encarnar. Ele quer gerar uma nova vida em nós. Vamos acolher este convite com alegria e disposição. Neste Natal voltemos a Belém. Voltemos à simplicidade e pureza para adorar extasiados o menino-Deus. Feliz Natal!
Dom João Carlos Seneme, css
Bispo de Toledo
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Artigos'

Imediatamente deixaram tudo e seguiram Jesus

Xadrez Político: A necessária troca do tabuleiro

Os reflexos da violência na sociedade

Pela trilha do século passado

Brasil: a imperfeita separação dos poderes

“Mestre, onde moras? Vinde e vede”. E permaneceram com Ele

Ministra Cristiane Brasil, berço e judicialização como retrato da política do país

Complexo do colonizado

O ensinamento de Jesus liberta e salva

O estado Brasileiro em estado Terminal

Mais Destaques
"Dirigiu bêbado e foi pego, ANOTE AI: é crime sem fiança! A pena mínima é de CINCO ANOS de reclusão, perde a careteira de motorista definitivamente e essa pena NÃO se pode converter mais em prestação de serviços, ou seja, vai ficar PRESO! "
(Governo Federal)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)