Geral

Retrospectiva 2017: 85% dos brasileiros tiveram que fazer cortes no orçamento

| 02/01/2018 - 20:00

Se 2018 começa com boas expectativas para a economia do Brasil e para a vida financeira pessoal, o ano que passou deixou más lembranças na vida dos consumidores: para 55% dos entrevistados a economia piorou em
2017 se comparada a 2016 e apenas 13% acham que ela melhorou.
Considerando as finanças pessoais, quatro em cada dez (41%) afirmam que também piorou na mesma base de comparação. Dentre os principais motivos, os mais citados são o aumento do valor de produtos e serviços sem o aumento paralelo dos rendimentos (55%), a diminuição da renda familiar (31%) e o endividamento (28%). Entre os 20% que acreditam que melhorou, os principais fatores são ter conseguido organizar o orçamento (36%), porque mais pessoas da casa estão trabalhando (20%) e porque seus negócios prosperaram (18%).
A pesquisa mostra que 85% tiveram que fazer cortes ou ajustes no orçamento em 2017, principalmente as refeições fora de casa (63%), a compra de itens e vestuário, calçados e acessórios (56%), e itens supérfluos de supermercado (49%).
Segundo a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, o aumento dos níveis de consumo estará em grande parte associado à criação de postos de trabalho e à melhora da atividade econômica, como um todo.
“O consumo está começando a reagir, mas a intensidade dessa reação dependerá da volta dos investimentos e das políticas de combate ao desemprego. Só assim a confiança do consumidor poderá ser reestabelecida”, avalia.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Geral'

Prêmio Jovem Cientista abre inscrições a partir do dia 29 de janeiro

TCE-PR determina que prefeituras regularizarem veículos de transporte escolar

Estado licita compra de máquinas para obras em estradas rurais

Matéria prima com origem gera alimentos com qualidade

Município de Assis declara “guerra” contra escorpião e dengue

Governo trabalha para votar Previdência em fevereiro, diz Dyogo Oliveira

Demanda por voos domésticos no Brasil em 2017 cresce 3,5% ante 2016, diz Abear

Terremoto de 8,2 na costa do Alasca provoca alerta de tsunami

Cármen Lúcia suspendeu temporariamente posse de Cristiane Brasil no Ministério do Trabalho

Déficit da Previdência equivale a 2,8% do PIB

Mais Destaques

Cultura

Dia de festa para um dos grandes violonistas do país

AgroGazeta

Matéria prima com origem gera alimentos com qualidade

Segurança

BPFron apreende 35 pistolas, 51 carregadores e oito mil munições

Cidade

Municípios receberão R$ 6,6 bi da participação no ICMS em 2018

Gente X Poder

Das três perguntas feitas á administração* de Toledo e que ainda estão sem respostas, vamos engrossa

Política

Porto Alegre vive clima de apreensão com julgamento de Lula

Esporte

Toledo enfrenta o Foz hoje

Variedades e Gente

Material escolar também pode estimular a criatividade e organização nos estudos

"Dirigiu bêbado e foi pego, ANOTE AI: é crime sem fiança! A pena mínima é de CINCO ANOS de reclusão, perde a careteira de motorista definitivamente e essa pena NÃO se pode converter mais em prestação de serviços, ou seja, vai ficar PRESO! "
(Governo Federal)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)