Economia

Quatro em cada dez consumidores chegaram ao final de 2017 com as contas no vermelho

| 03/01/2018 - 20:15

De acordo com os dados do indicador de propensão ao consumo calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela
Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), quatro em cada dez consumidores (38%) afirmaram estar no vermelho ao final de 2017, ou seja, sem conseguir pagar todas as contas; e 45% dizem estar no limite do orçamento. Apenas 13% estão com sobra de recursos, o que mostra uma imensa maioria ainda em situação de aperto.
Com as contas no limite, quase a metade dos consumidores (48%) pretendem diminuir o nível de gastos no próximo mês. Entre esses, a principal razão é o nível elevado dos preços, citada por 24%, além do desemprego (18%), a busca constante por economizar (18%); e o
endividamento e a situação financeira difícil (16%).
Para a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, a renda extra do final de ano ajudou a aliviar esse quadro. Uma vez restaurado o equilíbrio do orçamento, o
consumidor precisa manter o controle dos gastos, estabelecendo prioridades e fazendo ajustes quando necessário. É uma tarefa
constante, que exige disciplina, mas que faz diferença no bem-estar financeiro do consumidor”, afirma.
Excluindo os itens de supermercado, os produtos que os consumidores planejam adquirir ao longo de janeiro são em sua maioria roupas, calçados e acessórios (27%), remédios (17%), recarga para celular
(13%), perfumes e cosméticos (10%), móveis (8%), entre outros.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Economia'

Como declarar conta do banco no Imposto de Renda 2018

É ‘vital’ conter a dívida brasileira, diz FMI

Relator admite que não há votos na Câmara para aprovar autonomia do BC

Decreto muda regra para trabalhadores com deficiência usarem o FGTS

Financiar imóvel de R$ 500 mil fica 16% mais barato

Caixa reduz juros do crédito imobiliário

Em Nova York, Ilan indica que Copom vai cortar juros em maio

Mercado reduz para previsão de déficit nas contas públicas

CMN nega que já tenha definido meta de inflação para 2021

Diesel da Petrobras tem maior valor da nova era dos reajustes

Mais Destaques
"ultrapassamos os 13 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo em 3 anos. Aqui sua propaganda, propaga - 45 9.91339499"
(Leitores)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)