Moda

Paralimpíadas: Com 43 medalhas, Paraná termina em nono lugar

| 29/11/2014 - 00:01

Paralimpíadas: Com 43 medalhas, Paraná termina em nono lugar

A participação do Paraná na 6ª edição das Paralimpíadas Escolares, a maior competição do paradesposto escolar brasileiro e que neste ano reuniu cerca de 600 atletas de 12 a 17 anos, representando 24 estados brasileiros mais o Distrito Federal, terminou na última quinta-feira, 27. O estado terminou em nono lugar na classificação geral com 178 pontos e 43 medalhas conquistadas. Foram 16 de ouro, 13 de prata e 14 de bronze. Os primeiros classificados foram respectivamente Santa Catarina, Rio de Janeiro e São Paulo.
A delegação do Paraná participou nas modalidades de atletismo, natação, tênis de mesa, judô e bocha. Além destas, a competição também contou com as disputas de goalball e tênis em cadeira de rodas. Na edição de 2014, devido a uma alteração no regulamento do Comitê Paralímpico Brasileiro, que limitou a idade para alunos até 17 anos (no ano passado era de 19), houve brusca queda no número de participantes em todas as delegações. No ano passado foram 1300 competidores, mais que o dobro deste ano, disputando 10 modalidades. No ano passado o Paraná conquistou 68 medalhas e ficou com a oitava colocação geral.
Na bocha, a jovem Larissa Vitória, 13, foi a única representante do Estado que participou da disputa da bocha nas Paralimpíadas Escolares. Logo na primeira fase, a jovem de Campo Largo perdeu para o tricampeão brasileiro, representante do estado de Santa Catarina, e seguiu sem chances de classificação. Esta foi a primeira vez que Larissa participou de uma competição nacional.
No judô, com único representante, o jovem Kevin Rodrigues, do Colégio Estadual Julio Szymanski, de Araucária, conquistou duas medalhas de prata para o Paraná no médio (até 81 kg) e no absoluto.
O tênis de mesa consagrou a jovem Ana Paula da APAE de Francisco Beltrão como tricampeã das Paralimpíadas. A jovem de apenas 15 anos entrou na competição com a responsabilidade de manter o título no Paraná, e conseguiu.
Com mais um ouro, Ana transformou-se na “rival a ser batida” pelas adversárias em pelo menos mais dois anos para participar da competição. Orgulho beltronense, a jovem é uma verdadeira papa-medalhas e há anos não sabe o que é perder uma final estadual dos Jogos Escolares.
Seus colegas Mizael do Colégio Cidadão do Amanhã de Piraquara e Robson Coimbra, da APAE de Prudentópolis, ambos com 14 anos, não conseguiram repetir o desempenho 100% de Ana e ficaram com o bronze cada um. Os três foram os únicos representantes do Paraná na competição e todos eles tiveram um desempenho satisfatório segundo os professores que os acompanharam nos três dias de disputa.
Na natação o Paraná terminou na sexta colocação geral com 98 pontos e 21 medalhas conquistadas. Foram 6 ouros, 6 pratas e 9 bronzes. Assim como ocorre em todas as modalidades das Paralimpíadas, na natação as categorias são divididas por classificação funcional.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Moda'

O significado que as cores têm nos uniformes e roupas de diferentes profissões

NEXT Coaching e Consultoria

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)