Estado

Richa faz balanço de viagem que incluiu Paris, Moscou e Pequim

| 25/10/2015 - 02:01

Richa faz balanço de viagem que incluiu Paris, Moscou e Pequim

O governador Beto Richa retornou na sexta-feira (23) da viagem internacional de 13 dias à França, China e Rússia e retomou as atividades no Palácio Iguaçu, em Curitiba. Richa teve uma audiência com o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Ademar Traiano, e o primeiro secretário da Casa, deputado Plauto Miró, e fez um balanço das ações nos três países. “Foi uma missão bastante produtiva, de contatos com empreendedores e potenciais parceiros em áreas estratégicas para o Estado, como a de energia”, afirmou o governador.
Ele ressaltou a importância, para o Estado, de atrair novos investimentos estrangeiros para enfrentar a crise econômica nacional. A comitiva internacional liderada pelo governador foi integrada pela esposa e secretária Fernanda Richa, assessores e empresários e viajou em 9 de outubro, uma sexta-feira, para uma viagem oficial de 13 dias na China, Rússia e França visando trazer investimentos estrangeiros ao Paraná. Neste período, o estado foi governado interinamente pelo presidente da Alep, Ademar Traiano (PSDB), que no período final passou o cargo à vice-governadora Cida Borghetti, que também havia viajado.
Beto Richa disse no retorno que teve reuniões técnicas com dirigentes de diversas multinacionais e reforçou, nas exposições, os diferenciais do Estado para os investidores privados. “O poder público necessita de apoio para investir em setores importantes e em obras que melhorem ainda mais nossa infraestrutura. A iniciativa privada tem condições de atuar em conjunto com o Estado para promover o desenvolvimento econômico e social”, explicou o governador.
ENERGIA - Ele mencionou as reuniões com diretores de empresas do setor energético, para estreitar o relacionamento com a Companhia Paranaense de Energia (Copel). Na China, a comitiva esteve na sede da State Grid, a maior empresa de transmissão energética do mundo, que mantém três investimentos no Brasil em parceria com a Copel, no valor de R$ 3,6 bilhões. No encontro foi discutida a possibilidade de novos investimentos conjuntos na área de geração de energia, como a construção de usinas hidrelétricas e termoelétricas.
Na Rússia, Richa e o presidente da Copel, Luiz Fernando Vianna, reuniram-se com a diretoria da Gazprom, a maior produtora e uma das principais exportadoras de gás natural do mundo. Eles buscam parceria para a construção de usinas térmicas a gás no Paraná. Também foi feita consulta sobre a viabilidade de a empresa fornecer gás natural liquefeito (GNL) ao Estado.
O Governo do Estado e a Copel elaboraram um plano estratégico de GNL, que prevê a expansão da Copel na área de termoeletricidade e o potencial de crescimento do mercado da Companhia de Gás do Paraná (Compagas), que tem a Copel como principal subsidiária.
Outro exemplo de investimento do setor privado no Paraná são os recursos que a empresa de fertilizantes russa Uralkali aplica no porto de Antonina. A companhia está destinando R$ 160 milhões para a ampliar a capacidade de descarregamento de fertilizantes no porto. Em visita à sede da empresa, em Moscou, Richa ressaltou que a presença da Uralkali é de grande importância para o Estado e afirmou que há capacidade para ainda mais investimentos.
AMBIENTE FAVORÁVEL – “Institucionalizamos a criação de um ambiente favorável aos negócios, caracterizado pela segurança jurídica e pela estabilidade política”, disse Richa em palestra no dia 16 de outubro, na sede da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex Brasil).
O governador mostrou o programa Paraná Competitivo, criado pelo governo estadual em 2011 para atrair novas empresas ao Paraná. Neste período, o Estado recebeu mais de R$ 35 bilhões em investimentos estatais e de empresas nacionais e estrangeiras, que se instalaram ou ampliaram suas plantas industriais.
A comitiva na Rússia esteve nas sedes da montadora Foton, da fabricante de equipamentos tecnológicos para o setor energético Nari e da indústria de aeronaves russa Irkut Corporation. A Inkurt já anunciou que irá implantar em Maringá, na região Noroeste, unidades de fabricação de peças e partes da aeronave MC-21, novo modelo desenvolvido pela empresa, além de centros de operação e treinamento para atender o Brasil e a América Latina.
ACORDOS – Um dos objetivos da missão internacional liderada por Richa foi fortalecer as relações internacionais do Paraná. Na China, o presidente da Agência Paraná de Desenvolvimento (APD), Adalberto Netto, assinou um acordo com o vice-diretor-geral da montadora Jac Motors, David Zhang, para conduzir estudos de viabilidade para implantação de novos projetos da montadora no Paraná.
Pelo acordo, a APD dará o suporte para facilitar os negócios da Jac Motors no Estado, levando em conta o objetivo de reforçar o intercâmbio tecnológico, comercial e industrial entre a China e o Brasil.
O Estado também firmou um memorando de cooperação com a província de Anhui, localizada na região Leste da China. O acordo envolve áreas como educação, inovação, transporte urbano, energia e agricultura.
TRANSPORTE PÚBLICO – A missão internacional também buscou soluções para áreas de interesse dos municípios paranaenses, como o transporte metropolitano. Na França, o governador Beto Richa esteve na sede da NTL, empresa que desenha, fabrica e comercializa Veículos Leves sobre Pneus (VLP), além de operar uma linha de transporte público na capital francesa.
Richa conheceu os veículos e andou por toda a linha T6, operada pela NTL desde o ano passado. A linha tem 14 quilômetros, incluindo passagens subterrâneas, e conta com 21 estações. Entre 82 mil e 120 mil passageiros utilizam, por dia, o transporte da NTL em Paris.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Estado'

Empreiteira Endeal Engenharia é homenageada pelo Ministério da Justiça

Nova lei assegura recursos para o programa de tarifa rural noturna

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)