Estado

BRDE aumenta em 50% volume de crédito para micros e pequenas empresas

| 03/12/2015 - 00:01

BRDE aumenta em 50% volume de crédito para micros e pequenas empresas

A agência paranaense do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) reforçou sua atuação junto a pequenas e microempresas, com aumento de 50% no volume de financiamento ao setor. Em 2011 o volume de crédito foi de R$ 75,7 milhões. Em 2014 chegou a R$ 114,1 milhões. Em cinco anos – de 2011 a outubro de 2015, o banco emprestou R$ 460 milhões para micro e pequenas empresas.
Foram 864 contratos, que contemplam, principalmente, recursos para investimento, inovação e expansão. Apesar da retração econômica, a previsão é fechar o ano de 2015 com contratações R$ 80 milhões no Paraná.
“O crédito tem importância central para o dinamismo da economia. O Paraná adota o BRDE como um de seus principais instrumentos de financiamento da produção, em atividades que abrangem desde as micro e pequenas empresas até grandes empreendimentos industriais e agropecuários”, afirmou o governador Beto Richa.
O Paraná tem cerca de 500 mil microempresas (com faturamento bruto anual de até R$ 360 mil) e 50 mil empresas de pequeno porte (com receita bruta de R$ 360 mil a R$ 3,6 milhões por ano). De acordo com o Sebrae, elas representam 95% dos negócios formais e 52% dos empregos com carteira assinada no Estado.
PULVERIZAR CRÉDITO - O BRDE passou a apostar mais nesse segmento desde 2012, quando foi criada uma área específica para atender as microempresas, que conta atualmente com uma equipe de 11 pessoas. “Uma das missões do banco é pulverizar o crédito, com fomento ao desenvolvimento e geração de emprego e renda. Por isso a importância de atender, também, as pequenas e microempresas”, diz Juliana Souza Dallastra, gerente de operações do BRDE no Paraná.
No Paraná, a participação do financiamento a micros e pequenas empresas sobre o total de contratações do BRDE é crescente. Passou de 8,76% em 2011 para 12,25% em 2014.
O avanço também é explicado pela capilaridade do BRDE, que está presente em mais de 100 municípios, de acordo com Everson de Almeida Leão, gerente de operações adjunto para as áreas de pequenas e microempresas. “A diferença de atuação de um banco como o BRDE é que ele tem condições de estruturar o projeto juntamente com o cliente. O foco não é apenas gerar crédito, mas gerar desenvolvimento”, diz.
INOVAÇÃO - De acordo com Almeida Leão, com a crise econômica, o perfil de investimento do empresariado de pequeno porte mudou. A maior parte dos recursos não é destinada à expansão, mas à redução de custos, ganhos de produtividade e inovação. O objetivo, na maioria dos casos, é ser mais competitivo em um cenário onde a disputa entre as empresas está mais acirrada, explica ele.
De janeiro a outubro de 2015, o volume contratado por pequenas e micros para projetos de inovação cresceu 34% em relação ao mesmo período do ano passado. Passou de R$ 3,41 milhões, para R$ 4,59 milhões.
Além das linhas para inovação, os financiamentos que lideraram a contratação no período de janeiro a outubro de 2015 foram BNDES Automático (R$ 41,4 milhões) e Finame PSI ( R$ 4,9 milhões).
Com a retração da economia, inflação e juros altos, muitos empresários vêm adiando investimentos. Mas esses investimentos devem ser retomados assim que a economia der sinais de melhora, de acordo com Leão.
INADIMPLÊNCIA - Mesmo com a retração da economia, a inadimplência nas operações do Paraná segue baixa. Em outubro, os atrasos com mais de 90 dias representavam 1,87% da carteira. A média do BRDE é de 2,07% e do sistema financeiro nacional está em 3,10%.
“Como temos uma atuação muito próxima ao cliente, ao primeiro sinal de dificuldade, entramos em contato e buscamos uma solução para a situação. Em alguns casos, é possível refinanciar a dívida e alongar o prazo, para que o empresário não tenha problemas para concretizar seus projetos”, afirma Juliana.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Estado'

Empreiteira Endeal Engenharia é homenageada pelo Ministério da Justiça

Nova lei assegura recursos para o programa de tarifa rural noturna

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)