Editorial

O crescimento traz o desafio da mudança

| 27/12/2013 - 00:00

Toledo se aproxima rapidamente dos 130 mil habitantes, graças a seu crescimento nos mais diferentes setores de sua economia, que assegura a geração de empregos e o estímulo à abertura de novos empreendimentos, mas também gera desafios a partir dos reflexos de sua própria expansão. Um desses desafios sem dúvida é o de encontrar meios de melhorar o fluxo de seu trânsito, que a cada dia torna-se mais difícil e lento, especialmente no sentido bairro-centro, mas também nas regiões do entorno central e mesmo em outros bairros. Um dos principais problemas é a falta de vagas de estacionamento, além dos congestionamentos em horários de picos de movimento, como entradas e saídas de escolas e na área bancária, além da área comercial de um modo geral. Para fazer frente a estas dificuldades planeja-se alterações significativas no trânsito, especialmente em relação à forma de estacionamento e número de faixas de circulação. Esta porém é apenas uma face das mudanças, a que diz respeito às normativas a cargo das autoridades. A parte fundamental, porém, diz respeito ao cidadão, motorista, condutor e pedestre, o qual terá que também exercer seu papel enquanto usuário do sistema de trânsito e, portanto, peça fundamental de toda a mudança em curso.
Será um processo de mudança que ocorrerá enquanto se usa este sistema e portanto será feito da forma mais difícil, mas não há outro meio. O ideal seria fecharmos a cidade, sinalizarmos tudo o que precisa ser sinalizado, mudar o que precisa ser mudado e depois retornar todo mundo e passar a usar o novo sistema já prontinho. Toledo porém, a exemplo de suas indústrias e produção agropecuária, não para e nem pode parar e por isso mesmo as mudanças devem aproveitar um período de movimento menos intenso, como ocorre agora com as férias escolares e universitárias. Contudo não poderão ser tão imediatas que crime dificuldades de adaptação dos usuários, os quais terão que ser alertados e chamados a colaborar. Parte deste trabalho inclui também o envolvimento da própria comunidade organizada e isso já vem sendo feito há vários meses através de reuniões de esclarecimento e coleta de sugestões que deverão ocorrer novamente durante o processo para orientar e verificar a adaptação às mudanças. O fundamental é a conscientização da necessidade de mudanças e a boa vontade de fazer parte delas. As mudanças são necessárias, as sugestões foram colhidas e agora começarão a ser implantadas e certamente a participação e envolvimento de todos contribuirão para que as mudanças tenham o alcance e a rapidez necessárias a alterações deste porte, visando reduzir ao mínimo o período de transição e as dificuldades que ocorrem quando o velho já não mais serve, mas o novo ainda não está pronto. Façamos portanto a nossa parte, para que Toledo possa ter um trânsito melhor e mais moderno e assim continuar crescendo com mais conforto e segurança para todos, seja em nossas ruas e avenidas, seja em nossos carros, ônibus e também em nossas calçadas, empresas e residências.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Editorial'

Meu ponto de vista sobre o aumento do IPTU em Toledo.

Mais Destaques
"Chegamos ao 15 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Aqui se propaga - 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)