Estado

Assinado convênio para duplicar a BR-277 no trecho urbano de Guarapuava

| 08/11/2016 - 00:01

O governador Beto Richa assinou nesta segunda-feira (07) o convênio entre o Governo do Paraná e a concessionária Ecocataratas para o início das obras de duplicação de dois quilômetros do trecho urbano da BR-277, em Guarapuava. O trabalho começa em 15 dias. Circulam por esse trecho da rodovia, em média, 16.500 veículos por dia. O investimento é de R$ 25 milhões e a conclusão está prevista para até 2018. Richa e o superintendente da Ecocataratas, Evandro Couto Vianna, assinaram o convênio em solenidade no Palácio Iguaçu, em Curitiba.
A obra não estava prevista inicialmente no contrato de concessão, mas após negociação entre o Governo do Estado e a concessionária elas foram incluídas para serem feitas a partir deste ano, sem acréscimo de tarifa para os usuários. “Essa importante obra só foi possível graças ao diálogo do governo estadual com a concessionária. A duplicação do trecho urbano garantirá mais segurança, conforto e desenvolvimento econômico aos municípios”, afirmou Beto Richa.
O secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, explicou que após uma revisão do contrato, foi constatado um saldo para o Governo do Paraná que permitiu que as obras no trecho de Guarapuava fossem incluídas para serem feitas ainda este ano. “Com diálogo, o Estado tem retomado importantes obras de duplicações em todas as regiões. Estamos avançando para eliminar gargalos desta rodovia, que é uma das rodovias mais importantes do Brasil”, disse ele.
BOA RELAÇÃO – O superintendente da Ecocataratas, Evandro Couto Vianna, também destacou a boa relação com o governo estadual e disse que a obra vai reduzir o número de acidentes no trecho urbano de Guarapuava. “É um importante projeto, que se soma a outros investimentos que estamos fazendo da BR-277. São obras que garantem mais segurança, conforto e o desenvolvimento econômico para o Paraná”, disse ele.
Em Guarapuava, além da duplicação, estão previstas na obra a implantação de vias marginais, uma trincheira, uma ponte e quatro muros de contenção. Também está previstas a construção de uma trincheira no entroncamento com a PR-170. As marginais serão em dois quilômetros no lado direito (da interseção existente no quilômetro 344 até a entrada da rua itambé). No lado esquerdo serão 600 metros de marginais.
MUITO AGUARDADA - Cesar Silvestri Filho, prefeito de Guarapuava, afirmou que a obra era aguardada há anos pela população do município. “A prefeitura trabalhou com a concessionária na elaboração do projeto, que terá como grande diferencial as marginais. Isso garantirá segurança e viabilizará o desenvolvimento econômico da região”, afirmou. Além da segurança, a construção da trincheira ligando o bairro Xarquinho a Vila Carli garantirá a integração do município. “Esse é um importante bairro da cidade que agora terá acesso pela trincheira”, afirmou.
Hoje existe um trevo no local, onde são registrados acidentes graves. A intenção é minimizar os riscos de acidentes na região e garantir segurança dos motoristas no acesso à PR-170. Já a ponte prevista no projeto será construída no quilômetro 345,2 – sobre o rio Xarquinho.
CASCAVEL – A concessionária Ecocataratas começou os trabalhos de duplicação da BR-277 no perímetro urbano de Cascavel. Serão implantados nove quilômetros de pistas duplas no trecho que começa 500 metros adiante do Trevo Cataratas, local estratégico que recebe e distribui o tráfego das principais rodovias da região até a Ferroeste. Os investimentos nesta primeira etapa são de R$ 60 milhões, recursos do próprio pedágio. Na BR-277, de 2011 para cá, já foram concluídas as obras de duplicação Medianeira e Matelândia e entre Guarapuava e Relógio.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Estado'

Empreiteira Endeal Engenharia é homenageada pelo Ministério da Justiça

Nova lei assegura recursos para o programa de tarifa rural noturna

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)