Artigos

Ficai atentos e preparados para a chegada do Senhor!

| 26/11/2016 - 00:01

Neste domingo, a Igreja inicia o novo Ano Litúrgico com a celebração do 1º Domingo do Advento. O Ano Litúrgico que nos colocar em contato com a salvação oferecida gratuitamente pelo Senhor. A celebração destes acontecimentos reproduz em nós a vida e a imagem do Filho de Deus para que possamos ser transformados no mistério que celebramos. O ciclo das leituras bíblicas dominicais corresponde ao Ano “A”. O evangelista Mateus nos guiará nos passos de Jesus.
O Advento é o período de quatro semanas que antecede o Natal. É tempo de espera e de preparo espiritual para rememorar e celebrar a vinda do menino Jesus, a vinda do Deus criança, do Deus humilde humano que se faz homem para nos salvar. É o tempo reservado para parar e refletir, meditar, cantar e recontar a história do nascimento do menino Jesus. Tempo para intensificar a leitura e a meditação da Palavra de Deus e a penitência.
O texto do Evangelho que vamos refletir neste domingo é carregado de ameaças numa linguagem dura e dramática. Tudo isso porque o discurso é elaborado no estilo apocalíptico que quer revelar algo escondido. Ele é dirigido às comunidades que viviam um clima de sofrimento, perseguição e morte. O objetivo da mensagem é despertar esperança, mostrar-lhes que vitória final será de Deus e de quem permanecer vigilantes até o fim.
A escolha deste Evangelho no início do Ano Litúrgico tem a mesma intenção. Esta época do ano é marcada pela correria, falta de tempo para organizar tudo e neste momento somos advertidos a mudar a rota de nossas vidas, buscar a conversão, rever nossas atitudes e começar tudo de novo partindo da preparação para a chegada do Menino Deus. Por isso mesmo precisamos parar e pensar no dia do nosso encontro definitivo com Deus onde deveremos prestar contas do que fizemos com nossas vidas, principalmente na dimensão do amor a Deus e ao próximo. O ser humano tem nas próprias mãos a salvação ou a condenação. Aí está a razão porque o Evangelho conclui com um apelo à vigilância.
Para Mateus, a vinda do Senhor é certa, embora ninguém saiba o dia nem a hora (cf. Mt 24,36); a atitude fundamental é a vigilância ativa, aguardando o Senhor que está para chegar. É aconselhável prestar atenção em tudo o que acontece ao nosso redor, e não se distrair com os bens deste mundo muito menos viver obcecado por eles.
Deus vem ao nosso encontro e nos desafia a assumir com alegria nossa missão que implica em colocá-lo no centro de nossas vidas e preocupar-se com o mundo que nos cerca. Cuidar dos nossos irmãos mais pobres, praticar a justiça e a caridade fraterna. Participar do projeto de Deus é tornar nossa “casa comum” um ambiente digno para que Cristo faça sua morada entre nós e nos aponte o caminho do céu.
Dom João Carlos Seneme, css
Bispo de Toledo
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Artigos'

A ameaça do “não voto”

Contratação de refugiados pode ser vantagem competitiva para os negócios

Jesus enviou os apóstolos em missão

O milagre da intercooperação

Expo Toledo não pode ficar à mercê só da SRT

Indústria 4.0: impactos e oportunidades da evolução 

Consequências criminais para manifestações machistas e racistas

Abstenção não é solução

Jesus percorria os povoados ensinando

Informações para votar bem e evitar possíveis erros

Mais Destaques
"Chegamos ao 15 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Aqui se propaga - 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)