Estado

Paraná vai aumentar plantio de milho e feijão no início de 2017

| 23/12/2016 - 00:01

O Paraná vai aumentar o plantio de milho e feijão no primeiro semestre de 2017, na segunda safra de grãos. Pesquisa da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, divulgada nesta ontem (22), revela que os produtores vão apostar nessas duas culturas, em decorrência do aumento dos preços durante todo o ano de 2016. A estimativa é de produção recorde para o milho segunda safra (safrinha), que pode atingir 13,5 milhões de toneladas, se as condições de clima forem favoráveis.
Além da intenção de plantio da segunda safra de grãos, a pesquisa, feita pelo Departamento de Economia Rural, também mostra a expectativa de produção da safra de verão 2016/2017 (primeira safra), que está em campo, com bom desenvolvimento vegetativo. O volume previsto pode alcançar um total de 23,2 milhões de toneladas, somando todos os produtos - 15% acima do mesmo período do ano passado.
A soja está alavancando a projeção da primeira safra de grãos, com expectativa de safra recorde de 18,3 milhões de toneladas, volume 11% maior que o colhido na safra anterior (2015/2016),que foi 16,5 milhões de toneladas.
“O clima é de otimismo com o novo ano, que promete uma safra recorde de verão e boa safra de inverno”, disse o secretário da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara.
Para o diretor em exercício do Departamento de Economia Rural (Deral), Carlos Hugo Godinho, as previsões de clima, com índice de chuvas regulares, estão colaborando para o bom desenvolvimento das lavouras de verão.
SOJA - O plantio da soja está sendo encerrado, com expectativa de safra recorde. “A lavoura passou por um período de estresse inicial com estiagem, especialmente nas regiões Norte e Oeste, mas as chuvas dos últimos dias regularizaram e a cultura se encaminha para uma grande safra”, disse o economista Marcelo Garrido, chefe da Conjuntura Agropecuária do Deral.
Mesmo com estabilidade na área plantada, em torno de 5,2 milhões de hectares ocupados, o rendimento das lavouras de soja deverá ser 11% maior - passando de 16,5 milhões de toneladas na safra passada para 18,3 milhões na atual safra. Cerca de dois terços das lavouras estão em fase reprodutiva, portanto ainda dependem muito do regime de chuvas para atingir seu pleno desenvolvimento. “Mas até aqui as lavouras estão em estágio satisfatório”, observou Garrido.
MILHO - O milho da safra de verão 2016/2017 está com 93% das lavouras já plantadas, e passa por condições climáticas semelhantes às da soja. Ou seja, em boas condições de desenvolvimento, com cerca de 75% em floração e frutificação. “O risco dessa fase é que as lavouras podem sofrer os efeitos de qualquer mudança de clima”, alertou Garrido.
Em regiões, onde o plantio de milho foi precoce a colheita deve ter início nos próximos dias, devendo se intensificar no próximo mês. Nesta primeira safra, houve aumento de 20% na área plantada, que passou de 413.475 hectares para 497.842 hectares. A produção, embalada pelo clima favorável, deverá aumentar 32%, passando de 3,3 milhões de toneladas na safra anterior (15/16) para 4,4 milhões de toneladas na atual safra.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Estado'

Empreiteira Endeal Engenharia é homenageada pelo Ministério da Justiça

Nova lei assegura recursos para o programa de tarifa rural noturna

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)