Gente X Poder

Gente & Poder

| 28/12/2016 - 13:45

UFPR - Medicina

Como essa coluna citou ainda no mês de novembro, sobre a migraçao da UFPR para as àreas da PRATI/BIOPARK, junto a PR 182, na data de hoje foi assinado o alvara para a edificação de 9000m2 quadrados. Sobre a area situada nas frente do Hospital Regional que foi adquirida junto a Coamo, nao se sabe seu destino, mas, ja esta em poder da Universidade.

Inadimplência empresarial

O número de empresas inadimplentes segue crescendo na comparação anual, porém a taxas menores do que aquelas observadas no início do
ano. De acordo com o indicador calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), A ALTA FOI DE 6,80% NA COMPARAÇÃO ENTRE NOVEMBRO E O MESMO MÊS DO ANO ANTERIOR - em outubro a variação anual havia sido de 7,27%. Além do aumento no número de empresas inadimplentes, houve também um crescimento da quantidade de dívidas em atraso em nome de
pessoas jurídicas: 6,40% maior em novembro frente ao mesmo mês de 2015.

Inadimplência empresarial II

Os dados levam em consideração todas cinco regiões brasileiras e, segundo o indicador, a região em que mais aumentou o número de
empresas inadimplentes no último mês foi o NORTE, COM AVANÇO DE 8,97% NA COMPARAÇÃO COM IGUAL PERÍODO DE 2015. Em seguida aparece o
Nordeste, que registrou avanço de 8,60%, o Sudeste (6,15%), o Centro-Oeste (6,11%) e a região o Sul (5,31%). Esse movimento da inadimplência,tanto de consumidores quanto de empresas, sofre hoje a influência de dois vetores principais que atuam em direções opostas. “De um lado, a recessão econômica afeta a capacidade de pagamento das empresas e, do outro, a falta de confiança dificulta o acesso ao crédito por meio de análises de crédito mais rigorosas e taxas de juros mais elevadas”, explica. De acordo com o indicador, em novembro o crescimento do número de dívidas de pessoas jurídicas pelo setor credor, ou seja, para quem as empresas estão devendo, teve o comércio aparecendo com a maior alta (11,34%), seguido pela indústria (7,38%) e o segmento de serviços, que engloba bancos e financeiras (5,57%). Porém, em termos de participação no total das dívidas, o setor de serviços é o que mais se destaca, com um total de 69,11% das dívidas. O comércio aparece em seguida (17,29%) e a indústria em terceiro lugar (12,03%).

Beneficios a saude pública.

E dever do estado e não faculdade propiciar o minimo de condições para que a população tenha a sua dispsosição ao menos a dgnidade quendo necessitar de cuidados medicos. Geralmente, os direitos que nossa constituição zela, são jogados ao lixo por parte de medicos, equipes e principalmente daqueles de estao no comando politico publico. Descasos, negligencias e intolerancias é econtrado já no atendimento, imagina, nos procedimentos. Essa interminável falta de estrutura física e humana contemplada ainda pela ausência de profissionais qualificados e capacitados, remédios e equipamentos insuficientes para a demanda é o dia a dia vivido por aqueles que trabalham e por aqueles que buscam ajuda no sistema de saúde seja ela publica ou privada.

Beneficios a saude pública.

O anuncio feito na data de ontem pelo Ministerio da Saude que vários Hospitais cadastrados, receberão repasses mensal de verbas que virão do Fundo Nacional de Saude – FNS, certamente dará mais alento e vida aos usuários da nossa região que estarão dependendo do HOESP. Mas, uma grande salva de palmas a aos presentantes politicos do paraná, pelo esforço e demostração de respeito ao cidadão ao obterem essa vitoria coletivamente. Sergio Souza, Dilceu Sperafico, Zeca Dirceu, Alfgredo Kaefer entre outros. Claro que cada grupo poltico vai puxar a brasinha para seu churrasco mas, o povo não é otario, sabe exatamente que “eles” estão cumprindo com suas obrigações, inclusive de mentir.

    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Gente X Poder'

A Saga da Semana Farroupilha, sem banha no pavio.

Casa de ferreiro, espeto de pau?

R$ 10 mil em passagens

Invasão

“Urubu-CPI”

As lambanças no Ciscopar

Partes dos depoimentos da CPI do HPS regional:

Urubu estava um pinto

Hospital Regional “teu passado te condena”

Incompetência até para demitir

Mais Destaques
"Chegamos ao 15 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Aqui se propaga - 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)