Editorial

Lúcio de Marchi faz discurso contrário a Beto Richa

Sérgio Ferreira | 02/02/2017 - 00:01

Lúcio de Marchi faz discurso contrário a Beto Richa

A fala do prefeito Lúcio de Marchi na abertura do ano letivo de 2017 da educação municipal, na quarta-feira (01), no Teatro Municipal, merece ser avaliada com muita atenção. Análise do discurso. Suave aos ouvidos, mas contraditório na prática, o discurso do prefeito demonstra que ele ainda não sabe ao certo de que lado está. Fala como servidor, que é. Elogia a classe dos professores. Enfatiza o aumento da hora-atividade. Posiciona-se contra o saque do fundo de aposentadoria. Mas, na prática, atua nesses primeiros 30 dias como legítimo representante do deputado que lá em Curitiba chegou a entrar no camburão para votar contra os interesses dos servidores estaduais, principalmente os professores.
Em seu discurso, no contexto geral de sua fala, Lúcio se colocou em oposição às medidas de ‘austeridade’ adotadas pelo governador Beto Richa contra os professores. Um discurso agradável, porém muito contraditório. Visto que o prefeito pretende tomar medidas que podem prejudicar a categoria. Uma delas foi dita por ele mesmo durante a semana passada e virou motivo de revolta entre a classe dos profissionais da educação. “Professor deve ser voluntário”, disse o prefeito, ao se referir as horas extras feitas em eventos promovidos por escolas e creches municipais nos finais de semana.
Durante cerca de dez minutos o prefeito falou para uma plateia que lotou o Teatro. Fez questão de destacar que a secretaria municipal de Educação é a terceira maior empregadora do município, atrás apenas da BRF Sadia e Prati Donaduzzi. Neste momento alguns presentes devem ter pensado: ‘será que lá na Sadia e na Prati, os funcionários atuam como voluntários no final de semana’?
Lúcio comemorou um importante avanço para os professores, o aumento da hora-atividade de seis para sete horas semanais. Uma posição totalmente antagônica a do governador que está diminuindo as horas-atividade dos professores estaduais de sete para cinco. O que deputado Schiavinato falaria disso? Ficaria ao lado de Lúcio ou do governador?
Em outro momento o prefeito criticou duramente o saque feito por gestões anteriores ao FAPES - Fundo de Aposentadoria e Pensões dos Servidores Públicos Municipais de Toledo. E disse que vai trabalhar com muita ‘determinação’, palavra mais usada por ele, para garantir a manutenção e crescimento do Fundo. Trocando em miúdos, mais uma vez o prefeito de Toledo se colocou em posição adversa ao governador e ao seu guru deputado estadual.
Foi justamente o saque ao fundo de aposentaria e pensão dos servidores estaduais, que levou Schiavinato a entrar em um camburão para adentrar a Assembleia Legislativa do Paraná e votar a favor do governador. Fora isso, enquanto os deputados autorizavam Beto Richa saquear o dinheiro que ‘garante o futuro dos servidores’, como lembrou o prefeito em seu discurso, lá fora bombas, cassetetes, cachorros e tiros de bala de borracha para todo lado, castigavam os servidores que protestavam contra as medidas de ‘austeridade’ do governador apoiadas pelo deputado Schiavinato.
Essas coisas todas precisam ser muito bem analisadas. É preciso prestar atenção no discurso e na prática do prefeito, seus secretários e vereadores da base de apoio. De nada adianta fazer discurso bonito, agradável aqui, se acolá a ação é outra. A população e, principalmente, os servidores precisam ficar muito atentos a tudo isso.

    1 COMENTÁRIO
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

  • Jorge Eduardo Huyer
    Com certeza absoluta o Prefeito Lúcio articulou no seu discurso aquilo que os professores e servidores queriam ouvir. Na prática, com certeza absoluta, o alcaide enrolará no andamento das propostas ogora defendidas por ele, ou seja, no "Banho Maria". O senhor prefeito deveria ser mais claro dos porquês em não ativar uma creche recém construída, toda equipada e pronta para funcionar. Da mesma forma, faltou firmeza no discurso do prefeito numa definição se para Toledo, a educação é investimento ou despesa. De resto, ainda percebe-se um andarilho na sombra.
Notícias de 'Editorial'

Meu ponto de vista sobre o aumento do IPTU em Toledo.

Mais Destaques
"Chegamos ao 15 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Aqui se propaga - 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)