Moda

Justiça comum pode ameaçar formato do Brasileiro em 2014

| 29/12/2013 - 00:00

Justiça comum pode ameaçar formato do Brasileiro em 2014

Para especialistas em direito esportivo, Portuguesa, Flamengo e Vasco podem colocar em risco a edição 2014 do Brasileiro se optarem por recorrer a Justiça comum. O formato atual do Brasileiro, no sistema de pontos corridos com dois turnos, está em vigor desde 2003. Desde 2006, são 20 clubes.
“Pode ocorrer o mesmo que em 2000 com a Copa João Havelange. A chance é menor porque o Gama tinha total razão na época”, disse o advogado e professor especializado em direito esportivo Fábio Sá Filho.
O caso citado foi o com o Gama, que foi rebaixado em 1999 após o Botafogo ganhar no tapetão os pontos da derrota para o São Paulo e do empate com o Inter. O time acionou à Justiça comum e uma liminar o garantiu na elite.
A CBF abriu mão da organização do Brasileiro de 2000 para não descumprir as regras da Fifa e nem a determinação da Justiça brasileira.
O torneio ficou a cargo dos clubes, que criaram a Copa João Havelange, com 25 times, com o Gama presente.
A Copa União de 1987 teve origem semelhante. Após imbróglio envolvendo a queda do Botafogo e Coritiba em 1986, os clubes criaram uma liga independente da CBF e criaram o torneio com 16 clubes –foram 48 em 1986.
Neste ano, o presidente da Ponte Preta, Márcio Della Volpe, afirmou que, caso a Série A de 2014 sofra alterações, brigará pelo mesmo direito.
“Cai a Portuguesa ou o Flu, e serão mantidos 20 clubes. [Mas] A decisão judicial pode determinar que tivessem 22 ou 24 clubes. Estamos de olho”, disse à rádio Jovem Pan.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Moda'

O significado que as cores têm nos uniformes e roupas de diferentes profissões

NEXT Coaching e Consultoria

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)