Gente X Poder

Assédio e demissão no Ciscopar

| 27/07/2017 - 18:30

Quando se faz nomeações apenas para manter “domínio” sobre determinado espaço público dá nisso. Colocam-se pessoas despreparadas, desequilibras e desqualificadas em cargos que exige no mínimo que o nomeado tenha respeito. Desde fevereiro quando da demissão do diretor Valter Donassolo, por ter se recusado a nomear uma secretária sem “qualificação” para o cargo de administração, que este colunista apela para que os serviços públicos não sirvam de cabide político e de grupos.
Assédio no Ciscopar I
Na data do dia 24, uma carta foi protocolada á direção do Ciscopar e também á direção da Unioeste, do Curso de Serviços Sociais, com os seguintes dizeres (parte):
“Venho por meio desta fazer meu pedido de encerramento do contrato de estágio no qual fico agradecida ao órgão público em questão pela oportunidade desse processo de aprendizagem. Trago como justificativa minha indignação e todo meu sofrimento por tais atitudes de humilhação e de preconceito por parte do diretor executivo senhor Emerson Pinto, o qual através de uma conversão particular na última quarta-feira, 21 de julho, em reunião informal, na qual em também quis mediar a acreditar ser por questões de desenvolvimento no setor em questão, porém, fui coagida e agredida com palavras de poder e tom de superioridade, dizendo que iria pedir minha transferência acusando de estar sempre parada o que não é verdade,pois, sempre fiz mais do que é de minha incumbência. Pior, foi ouvir em tom arrogante: “ eu não gosto de teu cabelo”, eu já deixei isso claro!, continuou com seu desfile de assedio moral: acredito que no outro setor que você será transferida( banco de sangue), eles serão bem mais rigorosos e em outras condições, qualquer estagiário seria demitido, mas, sei de suas condições financeiras. O assedio continuou, quando a estagiaria, mesmo sendo humilhada e já aceitando a transferência, ponderou sobre o horário que coincidiria com o de sua universidade, o mesmo, fez “cara de espanto” perguntando: que curso você faz? A resposta mais uma vez desse mentecapta a estagiaria foi de desrespeito: Esse curso é para loucos! ...continua.
Assédio no Ciscopar II
Rapidamente, a decisão mais sábia e correta por parte da direção do Ciscopar era a de chamar o homem e dizer aquelas palavras chaves: “Ou você pede demissão ou lhe mandamos para a rua”. E assim, ele Emerson Pinto fez, no dia 26, pediu sua demissão sendo que, não ficará somente nisso. Medidas cabíveis devem ser tomadas por parte das autarquias envolvidas. Eu deixo aqui, outra indagação. E os outros 4 funcionários públicos do Ciscopar que estão sofrendo uma sindicância por terem defendido qualidade e respeito aos concursados, serão punidos por isso? Creio que o MP deve estar de olho.
Engenheiros e arquitetos
Essa coluna, democraticamente abre o espaço aos leitores para exporem suas idéias, opiniões ou contestações. Hoje, reproduzirei um texto que recebemos assinada por Elizeu B.s* onde o mesmo expõe seu ponto de vista sobre os Lobis políticos para saciar grupos ou classes.
Engenheiros e arquitetos I (do leitor)
MENSAGEM: Assim como ocorre no âmbito estadual e federal, no município de Toledo não é diferente. Aqueles que conseguem satisfazer suas vontades perante o poder público, são aqueles que têm o poder de fazer lobby junto ao prefeito e vereadores. No caso concreto, posso citar o caso dos engenheiros e arquitetos da prefeitura que insistem em ganhar um benefício, uma vantagem, em relação às demais profissões e cargos públicos da prefeitura. O álibi deles é o piso salarial nacional, o qual é muito mais alto que o salário que recebem aqui na prefeitura. Ocorre, que isso não acontece apenas com vocês, caros engenheiros e arquitetos. Isso esta acontecendo com diversos cargos que também trabalham na prefeitura, que também são concursados, assim como vocês.
Engenheiros e arquitetos II
Ainda bem que nenhum prefeito caiu na lábia de vocês, pois vocês aproveitam que são uma classe “poderosa” na cidade, com associações e o escambau, para absorverem cada vez mais vantagens às respectivas remunerações. Isso é o que ocorre no Brasil todo, ou seja, quem tem influência na sociedade consegue o que quer, os outros? Os outros que se virem como podem. É assim que as desigualdades são criadas na sociedade. É cada um por si. Isso é revoltante e ao mesmo tempo triste, pois todos sabemos que esses cargos trabalham tanto quanto os demais, às vezes menos ou mais, mas todos estão no mesmo nível.
Engenheiros e arquitetos III
Poder público tem de ser assim mesmo, sem discriminação, sem influência da prática do lobby. Poder público tem de ser justo cada vez mais, e não o contrário. Espanta-me ainda mais que o sindicato apóie atitudes deste tipo. Atitudes seletivas. Benéfica para pouquíssimos servidores públicos. Vereadores apoiarem atitudes destas, eu não me espanto mais. No congresso tem a bancada evangélica, a bancada da bala, entre outras, aqui em Toledo tem a bancada (ou pau mandado) dos engenheiros e arquitetos. É assim que se constrói um sistema desigual. Uma pena.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Gente X Poder'

Ação Civil acusa Betto Lunitti e Rogerio Massing de uso de escola para campanha eleitoral de 2016

Expo Toledo - Comitê

O cão, o rabo e as pernas

Expo Toledo

Expo Toledo não pode ficar à mercê só da SRT

EXPO TOLEDO é de Toledo ou da SRT ? Nossa autoridades irão aceitar tal "fracasso" ?

Quem e como foi pago o hotel?

Monocrático X Colegiado?

07 de julho, dia Internacional do Cooperativismo

Incompetência generalizada no comando do CISCOPAR devolve R$1.589.697,55 por falta de projetos.

Mais Destaques
"Chegamos ao 15 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Aqui se propaga - 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)