Economia

Ibama ameaça arquivar projeto de exploração de petróleo na Foz do Amazonas

| 29/08/2017 - 22:00

Ibama ameaça arquivar projeto de exploração de petróleo na Foz do Amazonas

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) rejeitou um estudo ambiental da petroleira francesa Total (TOTF.PA) sobre seus planos de exploração de petróleo na Foz do Amazonas, e ameaçou arquivar o processo de licenciamento.
Em despacho na noite de segunda-feira, o órgão ambiental disse que já requisitou três vezes algumas informações técnicas sobre o projeto da Total e que ainda precisa entender como a petroleira faria para mitigar riscos ambientais na região.
Repetidas recusas do Ibama em aceitar os estudos ambientais da Total têm mantido em suspenso há anos a tentativa da companhia de explorar a Foz do Amazonas, uma área que alguns geólogos dizem que pode contar até 14 bilhões de barris de petróleo, ou mais que todas reservas provadas do Golfo do México.
A Total liderou um grupo que inclui a britânica BP (BP.L) e a Petrobras (PETR4.SA) na compra de cinco blocos de exploração na bacia em 2013, mas a descoberta de um enorme recife de corais a apenas 28 quilômetros dos blocos colocou em dúvida a aprovação ambiental para a exploração.
A unidade brasileira da Total não respondeu de imediato a um pedido de comentário.
“Caso o empreendedor não atenda os pontos demandados pela equipe técnica mais uma vez, o processo de licenciamento será arquivado”, disse o Ibama no despacho. Um arquivamento poderia suspender indefinidamente uma decisão sobre o empreendimento.
As preocupações que o órgão ambiental diz que precisam ser resolvidas incluem como limitar o impacto da exploração de petróleo sobre mamíferos marinhos e tartarugas, esclarecimentos sobre como o petróleo se dispersaria na água e rejeições iniciais do Ibama às propostas da Total para monitoramento ambiental e outros projetos.
Eventuais vazamentos de petróleo na bacia da Foz do Amazonas poderiam causar estragos na floresta tropical no Estado do Amapá, no extremo norte do Brasil, além de prejudicar o recife na região, dizem cientistas e ativistas.
A Total disse anteriormente que espera uma decisão do Ibama ainda neste ano e pediu mais agilidade ao governo brasileiro na liberação de licenças ambientais, dizendo que o Amapá merece saber se há petróleo a ser explorado em sua costa.
Fonte: Reuters
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Economia'

Contribuintes têm até hoje para entregar Imposto de Renda

Bolsonaro extingue horário de verão

Prazo para adesão ao Refis 2019 é prorrogado até junho

Após recuo em 2018, vendas na Páscoa têm alta de 1,29% neste ano

No Mês da Indústria, Sistema Fiep apresentará dimensão de seu trabalho

Cartão de crédito clonado é principal fraude sofrida por consumidores

Brasil tem 62,7 milhões de pessoas negativadas

Com crescimento de 10%, Paraná lidera produção industrial brasileira

Senado decide que consumidor tem direito a celular reserva

As novidades tributárias que afetarão sua empresa ainda este ano

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)