AgroGazeta

UE diminui taxas para importação de biodiesel argentino

| 08/09/2017 - 22:00

A União Europeia resolveu diminuir as taxas que havia imposto sobre o biodiesel argentino por suposto dumping.
A taxa, de 24,6%, entrou em vigência no ano de 2013. Somada à taxa de 4,6% que a UE coloca sobre qualquer importação, o biodiesel argentino estava, praticamente, fora do mercado, com a Argentina deixando de exportar 1,5 milhões de toneladas.
Na quinta-feira, a taxa diminuiu para níveis entre 4,5% e 10%, segundo as empresas exportadoras. Desta maneira, a proteção total fica entre 9% a 15% para o biodiesel argentino.
O ministro da Agroindústria da Argentina, Ricardo Buryaile, disse que espera “recuperar a participação que tínhamos”. A Bolsa de Comércio de Rosario e a Sociedade Rural Argentina também celebraram o retorno.
Se a Argentina exportar os volumes de 2011 a 2012 (1,7 e 1,5 milhões de toneladas), será capaz de recuperar a perda do mercado dos Estados Unidos, como avaliou a consultoria Abeceb. Entretanto, a mesma consultoria apontou que, por conta das taxas ainda serem altas, pode não ser possível que a Argentina volte a exportar essas quantidades.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'AgroGazeta'

Frango: nova taxa chinesa preocupa o setor

Avicultura e suinocultura vivem momento delicado no Paraná

Exportações: embarques de frango são pouco animadores

Paraná deve absorver 14% dos recursos do Plano Safra

Mercado de reposição travado no Paraná

Paraná volta a ter alerta de geadas

Pesquisa desenvolve soja tolerante a percevejo

“Quebradeira” nas produtoras de aves e rações

Nova resolução do MAPA altera procedimentos de abate

Plantio de soja do Brasil aumentará cerca de 3% em 18/19

Mais Destaques
"Chegamos ao 15 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Aqui se propaga - 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)