Gente X Poder

Um pouco mais de respeito, por favor!

| 31/10/2017 - 18:30

Minha coluna, hoje, reproduzirá um artigo escrito pelo jornalista Wanderley Graeff, que tem como o tema “ para quem é o convite”, o qual, assino com ele a falta de respeito para com alguns órgãos de imprensa mas, acima de tudo, por não investirem e sim, mandar migalhas subestimando o poder da imprensa livre, sem cabresto e sem grupos.
Para quem é o convite?
Já há algum tempo temos refletido nos diálogos com profissionais que atuam nos meios de comunicação de Toledo e dos quais desfrutamos da amizade, sobre o papel que desempenhamos na comunidade e o retorno que obtemos em relação ao nosso trabalho.
Para quem é o convite? I
Desfrutamos de privilégios que poucos profissionais têm: através das ondas sonoras do rádio e das páginas dos nossos jornais, adentramos nas residências e locais de trabalho dos nossos leitores e ouvintes; da intimidade da dona de casa durante as horas de trabalho doméstico ou do empreendedor em sua lida diária, levando conhecimento, promovendo ações de cidadania, divulgando as boas ações dos setores públicos e privados, as promoções do comércio, defendendo os interesses coletivos e as bandeiras regionais que refletem em avanços na infraestrutura, logística e mais qualidade de vida para todos. Isso não tem preço!
Para quem é o convite? II
Por outro lado, refletimos que é difícil dimensionar o nível do reconhecimento que esse trabalho tem. Do ouvinte e do leitor, talvez haja uma compreensão da importância do papel dos comunicadores. Das autoridades e do mercado, porém, qual é o nível desse reconhecimento? Quando nos convidam para um evento, esse convite é para o comunicador ou para o gravador ou caneta que ele representa?
Para quem é o convite? III
No último final de semana, recebi um desses convites, para o qual cheguei a uma lamentável comprovação: era meramente para o gravador, a caneta e a máquina fotográfica, para que deles adviessem a divulgação gratuita do propagado evento de uma entidade que passou a concorrer com os próprios meios de comunicação da cidade ao também vender publicidade, fugindo dos seus propósitos, invadindo a seara alheia e desestimulando os veículos de comunicação.
Para quem é o convite? IV
Como alguém que reflete sobre isso, considero que os dirigentes deveriam repensar a sua atuação e estabelecer uma relação de parceria com os veículos dos quais viraram concorrentes. Se os veículos que não são reconhecidos pararem de divulgar, quem perde, no fim das contas, são os seus próprios associados e a sociedade como um todo que eles deveriam defender e respeitar. *
Wanderley Graeff é o jornalista com mais tempo de atividade em Toledo, editor e diretor do Jornal Viver Toledo e apresentador e repórter da Rádio Guaçu.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Gente X Poder'

Se despediu

Manifestação e paralisação.

Indícios de irregularidade na nomeação do filho do deputado na EMDUR

Projeto 97 confirma nossas informações: Querem fechar a EMDUR!

Mandado de segurança contra ato do promotor Giovani Ferri

Comando do 19º BPM visita a Gazeta.

Prefeito de Toledo e secretários são multados pelo TCE.PR

EMDUR - administrativamente sem saída?

Os “asnos”

Nota de esclarecimento – Programa Toopedalando

Mais Destaques

Variedades e Gente

Surge um novo destino turístico próximo das cataratas do iguaçu

Regional

Sebrae aborda vendas a empresas do Oeste

Esporte

GR de Toledo viaja para competição

Geral

Redes de supermercados contribuem para pobreza no campo, diz estudo

"Chegamos ao 15 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Aqui se propaga - 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)