Economia

Indicador de Clima Econômico avança para 91,7 pontos no Brasil

| 13/11/2017 - 21:00

O Indicador de Clima Econômico (ICE), medido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), avançou 26,6 pontos de julho a outubro deste ano no país. Com a alta, o índice chegou a 91,7 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos. A pesquisa é feita em vários países, em parceria com o instituto alemão Ifo, e é feita com base em entrevistas à especialistas em economia de cada país.
Os especialistas estão muito otimistas em relação ao futuro, já que o Indicador de Expectativas atingiu, em outubro, 191,3 pontos. Apesar disso, as avaliações em relação ao presente, medidas pelo Indicador da Situação Atual, continuam baixas (26,1 pontos).
Os principais problemas apontados pelos especialistas no país são a infraestrutura inadequada e a corrupção, seguidos pela demanda insuficiente, pela falta de competitividade internacional e pelas barreiras legais e administrativas para os investidores.
Mesmo com a alta do ICE em outubro, o Brasil continuou ocupando a sétima colocação entre os 11 principais países latino-americanos analisados na pesquisa. A liderança da região passou a ser da Argentina (145,2 pontos), seguida pelo Peru (126,1 pontos). A lanterna do ranking de 11 países continua com a Venezuela, que tem apenas 15,5 pontos. A média da América Latina é de 99,1 pontos.
Na comparação com os Brics, o Brasil está melhor apenas que a África do Sul, que tem um ICE de 59,1 pontos. A Índia tem 113,8 pontos, a China, 106,8 pontos e a Rússia, 99,6 pontos.
Outras economias importantes apresentaram os seguintes resultados: Alemanha (153,5 pontos), França (130,3 pontos), União Europeia (127,8 pontos), Estados Unidos (125,7 pontos), Japão (123,9 pontos) e Reino Unido (68,2 pontos).
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Economia'

Atividade econômica fraca e inflação abaixo da meta mantém Selic em 6,50%

Prévia da inflação oficial registra taxa de 1,11% em junho

De 2015 para 2016, a indústria perdeu 400,8 mil pessoas ocupadas

Publicada lei que altera juros de fundos constitucionais

Por trás da “fachada de otimismo”, BCE se preocupa com custo da guerra comercial, dizem fontes

PIB caiu 0,4% no trimestre finalizado em abril, diz FGV

Economistas veem dólar acima de R$3,50 e Selic a 6,5%

Saques do PIS/Pasep colocarão R$ 34,3 bilhões na economia

Indicador da FGV que mede atividade econômica no país recua 1% em maio

Abcam apresenta sugestões para frete mínimo do transporte de cargas

Mais Destaques

Esporte

GR de Toledo viaja para competição

Geral

Redes de supermercados contribuem para pobreza no campo, diz estudo

Variedades e Gente

Surge um novo destino turístico próximo das cataratas do iguaçu

Regional

Sebrae aborda vendas a empresas do Oeste

"Chegamos ao 15 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Aqui se propaga - 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)