Cidade

Toledo é o segundo município a adquirir triturador

| 14/12/2017 - 20:20

Para cada lixo, um destino certo. É nesse propósito que a Secretaria Municipal do Meio Ambiente tem trabalhado nas políticas públicas do meio ambiente. Na quarta-feira (13), foi feita a entrega de um triturador que auxiliará o descarte correto dos resíduos, oferecendo à população uma alternativa para a destinação de materiais volumosos, como sofás, geladeiras, móveis de pequeno porte, entre outros.
O equipamento está disponível no Aterro Sanitário. No Estado, Toledo é o segundo município a adquirir o maquinário deste porte para essa finalidade. A entrega faz parte das comemorações de aniversário de 65 anos da cidade.
De acordo com o secretário da pasta, Ademir Paludo, os investimentos viabilizados por meio da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) somam R$ 1,3 milhão. Conforme o engenheiro e responsável pelo Aterro Sanitário, Flávio Scherer, o triturador irá auxiliar a resolver um dos gargalos do município, que é o resíduo volumoso. “Os materiais podem ser triturados e aproveitados de outras formas. Isso vai contribuir não só a destinação final dos resíduos, mas também para o meio ambiente, uma vez que eles vão deixar de serem jogados em terrenos baldios ou na beira de estradas e de rios”. Ele explica que um caminhão também foi adquirido para transportar o triturador e as caçambas.
A expectativa da Secretaria é que o novo equipamento entre em funcionamento no primeiro semestre de 2018. “Essa foi a primeira etapa, na sequencia será implantado o Ecoponto fixo. Além disso, não temos espaço suficiente para armazenar estes materiais. Tanto o Ministério Público, quanto o IAP, frisaram que os resíduos triturados não podem ir até o Aterro, por sua vida útil estar esgotada. Ali devem ser priorizados apenas o lixo orgânico”.
O vice-prefeito Tita Furlan orienta que as pessoas não descartem os móveis velhos nos terrenos e nas ruas. Isso porque haverá um momento propício para o descarte, como campanhas e mutirões da limpeza. “Tudo aquilo que antes era um problema por excesso de volume agora será reduzido”.
Ele complementa que Toledo tem um problema com relação ao lixo volumoso, isso porque de forma criminosa eram despejados em terrenos vazios e esperavam que o município recolhesse. “Estamos adquirindo os equipamentos para reduzir esse lixo, mas precisamos da consciência ambiental do cidadão para que de forma correta destine seus materiais”. Ele lembra que quando a atual gestão assumiu o Aterro já havia atingido a sua capacidade, contudo, todos os processos para a nova área estão sendo realizados.
ORIENTAÇÃO
A Prefeitura reforça a população para que espere a instalação do Ecoponto fixo para destinar adequadamente seu resíduo previamente definido ao lado da Guarda Municipal, localizada na Avenida J.J. Muraro.
A Secretaria Municipal do Meio Ambiente não estará recebendo o material no Aterro Sanitário. O material triturado será armazenado provisoriamente em um barracão até que haja a destinação final correta no novo Aterro Sanitário, que fica anexo ou ainda uma nova alternativa adequada, como por exemplo, geração de energia a partir de resíduos.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cidade'

Denúncia entregue anonimamente a Gazeta de Toledo

Servidores de Toledo se destacam com palestras legislativas pelo Brasil

Veículos de transporte escolar devem passar por vistoria em julho

Jardim Coopagro vai inaugurar Associação de Moradores

Centros da Juventude recebem investimentos

Toledo sedia evento estadual da Faciap Jovem

EMDUR continua testando nova tecnologia de asfaltamento

Jardim Coopagro recebeu mais de R$ 1,5 milhão em investimentos

Inscrições para o 43º festin encerram na sexta-feira

Toledo receberá estações de sustentabilidade

Mais Destaques

Estado

UNILA oferta curso preparatório para exame de Língua Portuguesa

"Chegamos ao 15 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Aqui se propaga - 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)