Artigos

Alegra-te, cheia de graça. O Senhor está contigo

| 22/12/2017 - 21:00

Alegra-te, cheia de graça. O Senhor está contigo

Neste domingo que antecede a comemoração do natal de Jesus, história de Maria mostra como é possível fazer Jesus nascer no mundo: aceitando o convite de Deus. Todos os dias podemos manifestar nossa adesão, colocar diante de Deus nossa disponibilidade e entrega. Podemos participar ativamente do projeto salvador de Deus.
O Evangelho relata o exato momento em que Jesus encarna na história dos homens, a fim de lhes trazer a salvação e a vida definitivas. Mostra como a concretização do projeto de Deus só é possível quando os homens e as mulheres que Ele chama aceitam dizer “sim” a Deus, acolhendo Jesus e apresentando-o ao mundo. A resposta de Maria é a resposta de toda a humanidade: “Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra”.
Deus não quis se impor através do seu poder. Para ser um de nós, Deus se apresenta a Maria e espera que ela o acolha. O papel de Maria na ação salvadora de Deus não é apenas discreto, é comprometedor. Ela deve entregar todo o seu ser, toda a sua feminilidade, toda a sua fama, toda a sua maternidade a Deus. Não lhe solicitado o impossível, porque tudo é possível para Deus, mas uma atitude confiante para que Deus possa agir por nós, para nós. Deus não escolheu o grande deste mundo, mas o pequeno, para estar conosco. Maria é a pessoa que torna o Advento e o Natal sensível e humano.
A primeira palavra que Maria ouve de Deus é “alegra-te”. Ele traz uma boa notícia que não pode ser recebida sem entusiasmo: o Salvador vai nascer e trazer a salvação. Nestes tempos em que vivemos com tantas incertezas e escuridão, problemas e dificuldades, a primeira coisa que Deus nos pede é não perder a alegria. Sem alegria, a vida se torna mais difícil e dura.
A alegria é dom que deve ser cuidado e, para que ela seja forte e constante, deve nascer do mais profundo de nós mesmos. Ela nos coloca em sintonia com Deus e com a humanidade, principalmente com quem sofre. A alegria de Maria é o prazer de uma mulher de fé que se alegra com Deus salvador, aquele que levanta os humilhados e dispersa os soberbos. Por isso, a verdadeira alegria brota no coração de quem acolheu Jesus e que deseja profundamente justiça, liberdade e fraternidade para todos. Só pode ser feliz quem se esforça em fazer o outro feliz.
Celebrar o Natal é reviver a misericórdia de Deus: ele se compromete pessoalmente na salvação da humanidade. Por isso é preciso que Cristo renasça dentro de nós. Este é o desejo de Deus ao se encarnar. Ele quer gerar uma nova vida em nós. Vamos acolher este convite com alegria e disposição. Neste Natal voltemos a Belém. Voltemos à simplicidade e pureza para adorar extasiados o menino-Deus. Feliz Natal!
Dom João Carlos Seneme, css
Bispo de Toledo
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Artigos'

Jesus viu uma grande multidão e teve compaixão

Sustentabilidade e reeducação

Uma abertura comercial inteligente

Eles estão surdos

O Poder e o Povo

Aeroportos: Muito na frente de nosso tempo

Uma agenda a favor do Brasil

A ameaça do “não voto”

Contratação de refugiados pode ser vantagem competitiva para os negócios

Jesus enviou os apóstolos em missão

Mais Destaques
"Chegamos ao 15 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Aqui se propaga - 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)