Regional

Núcleos Setoriais da Acimacar têm projetos aprovados

| 28/12/2017 - 21:20

Quatro projetos apresentados pelos Núcleos Setoriais, vinculados à Associação Comercial e Empresarial de Marechal Cândido Rondon (Acimacar), para a Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), foram aprovados para receber investimentos de mais de R$ 1 milhão.
As propostas para concorrer aos investimentos do programa Empreender Competitivo 2017-2019 foram avaliadas pela (CACB) e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).
Os Núcleos da Acimacar inscreveram o maior número de projetos do Paraná, nove no total. Os quatro aprovados são dos Núcleos de Gastronomia, Imobiliárias, Informática e Moveleiros.
Os investimentos advindos do programa têm o objetivo de impulsionar os grupos que já estão em fase de autossustentabilidade.
Dentre os projetos apresentados e aprovados estão missões e visitas técnicas, capacitações e melhorias de processos e gestão, planos de Marketing, cursos, workshops, palestras, consultoria para planejamento estratégico e outros.
Para o presidente da entidade, Gerson Jair Froehner, os investimentos geram benefícios para as empresas que terão maior qualificação e profissionalismo a oferecer à região. “Os investimentos vão permitir que elevemos o nível das empresas nucleadas. Elas estarão mais preparadas, terão melhores serviços, atenderão melhor, a cidade como um todo ganha. Isso é o que queremos, tornar as empresas nucleadas referência em seus ramos”, frisa.
O vice-presidente de Núcleos Setoriais da Acimacar, Eduardo Berndt, afirma que esse é o resultado de esforços associativistas e de um trabalho maduro.
“Temos mais uma prova do nível da competência e habilidade dos Núcleos Setoriais em reunir atividades semelhantes, agindo como aliados, evidenciando que esse é o caminho. Eles entenderam que vão mais longe andando juntos, tanto em processos como em conhecimento. Quanto mais se doam às suas atividades mais ganham coletivamente. O Oeste está sendo privilegiado com esses investimentos”, destaca.
Eduardo acredita que os investimentos possibilitarão avanços em um mercado competitivo em que é preciso, competência organizacional, habilidade suficiente e atitude positiva. “Esse é um ganho coletivo, e isso é associativismo, o segredo de qualquer negócio. A gente se serve sem perder as características individuais, juntos, cada um se mobiliza dando o seu melhor e recebendo o melhor. Creio que 2018 será um grande ano de crescimento desses setores”, acredita.
Eduardo ainda lembra que todos os projetos apresentados possuem cunho coletivo para melhorar o respaldo dos grupos como um todo.
O coordenador do Núcleo de Imobiliárias, Francisco Mosa Ribeiro, entende que os investimentos possibilitam a ampliação de mercado e a capacitação. “Eram centenas de projetos concorrendo, mas cremos que os nossos estavam bem estruturados, o que nos fez alcançar a aprovação. Acredito que ampliaremos nosso leque de atuação e chegaremos aos objetivos mais rapidamente. Hoje somos um Núcleo forte e persistente e agora vamos avançar mais.”
Sandro Zastrow, coordenador do Núcleo de Moveleiros, está contente com a notícia e esperançoso em relação ao crescimento do setor. “Para nós que sonhávamos em receber esses investimentos será excelente. Temos muitas ideias e projetos, mas que por falta de recursos nem sempre é possível colocar em prática. Com certeza ampliaremos as oportunidades. Estamos ansiosos”, diz.
Para o coordenador do Núcleo de Gastronomia, Marco Martini, a aprovação é uma coroação ao trabalho desenvolvido. “Estou muito feliz, isso reflete e coroa o trabalho do Núcleo nesse ano. Agora temos praticamente todo o planejamento para 2018 e 2019. O projeto é coletivo, mas a aplicação dele será individual com o intuito de trabalhar a realidade de cada empresa em forma de assessoria, tornado o resultado mais eficaz. Teremos muito trabalho nos dois próximos anos, mas esse era o objetivo”, frisa Marco.
O nucleado e coordenador do projeto para o Núcleo de Informática Rondon-IT, André Dall Forno, afirma que a expectativa é que as empresas melhorem a qualidade, a gestão interna, o atendimento, consigam realizar mais visitas técnicas e outras ações. “Com tudo isso esperamos também expandir nosso mercado regionalmente e nacionalmente”, menciona.
Em todo o país foram apresentados 245 projetos. No Paraná foram 30 enviados e seis aprovações, sendo quatro dos Núcleos de Marechal Cândido Rondon.
Fonte: acimacar.com.br
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Regional'

Atletas de Mercedes são recepcionados no Paço Municipal

Juramento à Bandeira é adiado em Santa Helena

Tupãssi distribui kits gratuitos para a TV digital

Militares em Palotina convocam jovens alistados

Rotary inaugura espaço de leitura em Marechal

Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas é reativado em Santa Helena

Adolescentes acima de 14 anos poderão ir aos shows da Expo-Rondon

Expo-Rondon arrecadará alimentos para entidades

Cascavel sedia Congresso Internacional de Acolhimento Familiar

Santa Helena terá sistema integrado de coleta seletiva

Mais Destaques
"Chegamos ao 15 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Aqui se propaga - 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)