Gente X Poder

Saíram do Alerta e das férias.

| 25/01/2018 - 18:30

Saíram do Alerta e das férias.

Graças ao espírito de “responsabilidade”, os dois funcionários da prefeitura que estão ainda em férias bem mal programada, largaram os trajes “folgados” para resolver os problemas dos semáforos. Ao passar ontem na Avenida Santos Dumont com Carlos Barbosa deparei-me com os dois únicos entendidos na questão, fazendo os reparos antes que o pior viesse acontecer. Eu quero fazer uma pergunta, os dois irão recebe horas extras, como alguns motoristas e técnicos da saúde recebem?
Denúncia de que há servidores famintos?
É de conhecimento de todos que atualmente o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) é voltado exclusivamente para alunos da educação básica (educação infantil, ensino fundamental, ensino médio e educação de jovens e adultos). Porém não é o que está acontecendo. Em 2017 em algumas Escolas e Cmeis da Rede Municipal, servidores estão também usufruindo da merenda escolar. Inclusive, servidores que moram próximos a Escolas e Cmeis – questão de poucas quadras - dão ao luxo de almoçar na unidade de trabalho. Totalmente em desacordo com a lei.
Denúncia de que há servidores famintos? I
Sabe-se também que o cardápio da merenda escolar é feito pelas nutricionistas que repassam para a responsável pela Escola ou Cmei e essa última repassa aos profissionais. Porém em muitos lugares esse cardápio não é seguido. Responsáveis de algumas unidades exigem que DIFERENCIEM os cardápios. Um exemplo, é exigência que façam LASANHA, PASTEL, MAIONESE... para o almoço. Ainda tem responsável de CMEI que exige que façam o lanche da tarde para os servidores. E detalhe: exige SABORES DO BOLO. Daí eu pergunto: são pratos para atender o cardápio de alimentação de crianças ou para atender aos profissionais que se alimentam nessas unidades? (o que a lei não autoriza)
Denúncia de que há servidores famintos? II
há lugares ainda que servidores levam alimentos para que sejam preparados nas escolas e cmeis para refeições o que é proibido também, pois até o gás de cozinha para o preparo é licitado e comprado com recurso do FNDE. Já alguns responsáveis de escolas e cmeis não exigem nem mesmo o pó de café dos servidores, pois dizem que o município fornece o café e não é necessário. Ressalto, alimentos (incluindo café) são para os alunos e não servidores.
Denúncia de que há servidores famintos? III
Sendo assim, é de responsabilidade do município para que tome providências para que esses fatos não ocorram novamente em 2018. E uma das recomendações é que nutricionistas, que elaboram o cardápio, juntamente com fiscais e responsáveis pela aquisição de alimentos através do FNDE, façam uma fiscalização rígida nesse ano de 2018 nos horários de refeições fazendo presença nas unidades acompanhando se o cardápio está sendo seguido e se os profissionais que trabalham nessas unidades estão se alimentando com alimentos da merenda escolar e se posicionando com sanções administrativas para que não ocorra mais o fato.
Denúncia de que há servidores famintos? IV
É dever de todo servidor saber o que é certo. Não é de interesse prejudicar ninguém. Porém caso ainda em 2018 ocorra esses erros será feito denúncia no Ministério Público com provas concretas (fotos) e muita gente serão prejudicados e responsabilizados pela não fiscalização e pelas improbidades. E os maiores prejudicados serão os alunos (pois caso comprovado poderá ser suspenso o repasse para a merenda escolar) e o próprio município (que terá que devolver dinheiro para a União (caso de Campo Grande que em 2017 a CGU recomendou que o município devolvesse R$ 16,4 milhões aos cofres pelo motivo do fornecimento dos alimentos aos estabelecimentos escolares, não atendem ao cronograma do cardápio elaborado pelas nutricionistas, de tal forma que, em 80% das localidades vistoriadas, as merendas servidas aos alunos divergiam do cardápio estabelecido).
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Gente X Poder'

Guardas Municipais em Brasília

Eleições no Progressistas

Médicos sem especialidade atendendo no Ciscopar?

Progressistas tensos?

A revolta dos “togados”

CPI do lixo

Liberação de recursos do estado

Minirreforma?

Troca-troca e demissão avista?

Quem será o vice-prefeito?

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)