Moda

A influência das redes sociais na autoestima

| 26/01/2018 - 20:50

A influência das redes sociais na autoestima

Por Ketelen Dalla Costa
Consultora de Imagem e Estilo
Com o avanço digital, utilizamos as redes sociais diariamente, compartilhando nosso estilo de vida, hábitos e momentos, e consequentemente acompanhamos vidas de nossos “amigos virtuais”, seja famoso ou pessoas do nosso circulo de amizade, a verdade é que ninguém quer ficar para traz, e todos mostramos momentos felizes, conquistas e viagens, trazendo uma imagem de vida perfeita não é mesmo?!
A questão é que, pesquisas realizadas pelo instituição do Reino Unido, Royal Society for Public Health, apontam a baixa autoestima e insatisfação com a própria vida, entre jovens de 24 a 34 anos, diretamente relacionadas ao uso do aplicativo instagram em especial, onde há maior atualização e publicações pessoais. Sete em cada 10 voluntários disseram que o aplicativo fez com que eles se sentissem pior em relação à própria autoimagem. Entre as meninas, o efeito Instagram foi ainda mais devastador: nove em cada 10 se sentem infelizes com seus corpos e pensam em mudar a própria aparência, cogitando, inclusive, procedimentos cirúrgicos.
Acompanhar publicações de pessoas com “vidas perfeitas” e “corpos perfeitos” faz com quem jovens se comparem as mesmas, surtindo o efeito de se sentir inferior, dando destaques a partes do corpo que julgam ser defeito em função de não ser igual ao imposto pela mídia. Diante das circunstâncias, a maior forma de melhor sua opinião sobre sua própria imagem, é considerar que ninguém é perfeito de fato, a questão é que temos problema e defeitos diferentes apenas, nem maiores nem menores.
O autoconhecimento é o caminho mais fácil e indicado para fazer as pazes com o espelho, saber o formato do seu corpo, e respeitá-lo usando peças de roupa e cores te favorecem é o ideal para começar a dar um “up” na sua autoestima. Saber que existem vários formatos de corpos e que todos são lindos, pois o que seria de um sem o outro? O mesmo acontece quando o assunto é estilo pessoal, refletir sobre seu cotidiano, seu trabalho, locais que frequenta pode ajudar a saber se o estilo das roupas que você usa é o ideal para seu estilo de vida. Quando sua imagem está de acordo com o seu estilo, respeitando seu corpo e coerente com sua profissão e lugares frequentados, a pessoa passa a se sentir segura e feliz com sua própria imagem, deixando de lado padrões impostos seja pela sociedade ou mídia.
Estar em harmonia consigo mesma é primordial quando se trata de autoimagem e qualidade de vida. Vestir-se bem é sinônimo de sentir-se bem, feliz e segura, aposte nisso e você verá milagres na sua vida pessoal e profissional!
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Moda'

Existe um secador para cada tipo de cabelo?

Por trás das câmeras, todos somos seres humanos!

A função de um designer de interiores na sua obra

Sucesso com o marketing de relacionamento!!!

Chegou em Toledo a Chic Beauty Store

Como identificar o que é fome e o que é gula?

Mais Destaques

Estado

Saúde e Defesa Civil se unem para garantir atendimentos

Gente X Poder

Projeto desmonte

Economia

Nível da atividade industrial volta a cair em abril, aponta CNI

Artigos

Como você “educa” sua equipe?

Regional

Caciopar apoia caminhoneiros e pede ajustes na máquina pública

AgroGazeta

Paralisação dos caminhoneiros reflete nas atividades de cooperativas

Cidade

Morre Luiz Ari Bernardt

"ultrapassamos os 14 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo em 3 anos. Aqui sua propaganda, propaga - 45 9.91339499"
(Leitores)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)