Gente X Poder

Operação Pinóquio caberia bem no caso Parque da Aves.

| 30/01/2018 - 06:50

Operação Pinóquio caberia bem no caso Parque da Aves.

Frase

“O governante que se rodeia de assessores competentes é mais competente do que eles.” Millôr Fernandes

Sessões extras

Nessa terça e quarta-feira, a Câmara Municipal de Toledo reunir-se-á extraordinariamente para apreciar três projetos de Lei de autoria do Município de Toledo. Projetos 04, 05 e 06. Os projetos autorizam o município a abrir créditos adicionais suplementares e especiais no orçamento-programa do município de Toledo, para o exercício de 2018, e altera dispositivos da lei “r” nº 1/2018. Dispõe sobre a outorga de concessão de direito real de uso, com encargos, de imóvel integrante do patrimônio público municipal à instituição Adventista Sul Brasileira de Educação, para implantação de estabelecimento de ensino para atender os segmentos de educação infantil, ensino fundamental I e II e ensino médio, além de reajustar os valores do cofinanciamento municipal da política de assistência social, destinados aos serviços socioassistenciais tipificados nacionalmente e de caráter continuado, realizados no município de Toledo, através das entidades privadas sem fins lucrativos, que compõem a rede socioassistencial.

Operação Pinóquio

Creio que deveria haver uma grande operação que eu ouso chamá-la de Pinóquio, tipo aquela determinada para apurar irregularidades na saúde pública ocorrida na gestão passada na Prefeitura do Município de Toledo, para sabermos quem está mentindo na questão do “fechamento do Parque das Aves”. Ano passado, o recém empossado Ademir Paludo afirmou que seria fechado. Na semana passada o “MOSCA” assume a Secretaria do Meio Ambiente e diz categoricamente que “vai ser fechado”. O prefeito Lúcio desmente os dois, dizendo que não. Será que foi devido à grande repercussão negativa, depois que a imprensa “livre” tornou público o assunto? Medo ou ......Vai ter mais capítulos!

E o caso DUSTER?

Foi a passeio? Foi a trabalho? Foi a Florianópolis? Foi a Porto Alegre? Resolveram as questões documentais dos “informados” veículos doados pela receita? Fundiu o motor? Estourou a correia dentada? Qual a verdade sobre o que ocorreu? Onde está esse veículo? Por que ele ainda está em SC? Onde ele esta estacionado? Eram uma ou duas pessoas que foram designados para essa viagem? Vamos revelar em breve, aguardem!

Questionamento de alguns professores I

Não pode comer o lanche que recebe e nem levar? Teremos que passar fome? Levar é óbvio que pode sim, desde que já preparado e não consuma o gás de cozinha que é exclusivo para preparo de alimentos para as crianças – gás esse que também é adquirido com recurso PNAE – FNDE. Já, comer o lanche que é preparado nas Escolas e Cmeis NÃO. A LEI Nº 11.947, DE 16 DE JUNHO DE 2009 deixa claro que é para compra exclusiva para usuários/alunos da Educação e não servidores. E a lei para o servidor é diferente para o cidadão: os agentes da Administração Pública devem atuar sempre conforme a lei. E se o servidor tiver em desacordo com a LEI Nº 11.947 estará em erro e sofrerá sanções administrativas. Passar fome por quê? Até onde eu saiba, existem horários para intervalos e almoço.

Questionamento de alguns professores II

(Resposta enviada a este jornal para a professora que questionou nessa coluna)

Cara professora. Lendo a denúncia, foi objetivo que cita ALGUMAS ESCOLAS E CMEIS. Sendo assim, não é toda a categoria. É a mesma coisa ao dizer que TODO SERVIDOR PÚBLICO É FOLGADO. Sabemos que isso é irreal, que muitos, muitos servidores trabalham como um burro de carga. Infelizmente isso é o que acontece, generalização por um grupo. Quero parabenizar por sua unidade trabalhar de acordo com a lei. Parabéns a todos vocês. Tive familiar que já foi professor nesse município. E conta que desde que atuou sempre teve que fazer o rateio de café e gás de cozinha e preparo era feito em fogão separado para o preparo para as crianças. Se vocês estão de acordo com a lei, cabe uma cobrança rígida com a própria Secretaria da Educação para uma fiscalização nas outras unidades, pois dessa forma até sua unidade está sendo prejudicada.

Questionamento de alguns professores III

Infelizmente tem muitas unidades no município que nem mesmo o café levam, exigem cardápios separados, lanches da tarde para servidores e outras regalias. E isso está em desacordo com a lei. Infelizmente algumas secretarias do município têm sim esses “cafezinhos”. Minha opinião quanto a isso é que a Administração está pecando, pois é um gasto desnecessário. Infelizmente eles podem sim adquirir o “cafezinho” até por que não existe uma lei que impede a compra através de recurso livre (sendo que deveria ter uma portaria determinando corte de alguns gastos desnecessários incluindo essas despesas – pois considero luxo). Porém, a lei da educação é diferente (PNAE-FNDE), e essa lei não autoriza que recursos desse programa sejam para o consumo de servidores, mas sim somente alunos. E finalizando, mais uma vez: Parabéns por sua unidade ser um exemplo, dentro da lei.

    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Gente X Poder'

Onde está nossa torcida? E os "super poderes ao tubaina"?

Os "andarilhos" e as ameaças.

Articulações no MDB

Licenças ambientais

Toledo não merece ter time de futebol

Voos diários surpreendem procura

Mais gás no tubaína?

Coleta do lixo - Envelopes abertos

Preciso de algumas respostas

Coamo - Ilustres visitas

Mais Destaques

Segurança

PM de nova aurora apreendem 500 quilos de maconha

Estado

Ministério da Saúde abre hoje segunda fase da vacinação contra gripe

Cidade

VAGAS DE EMPREGO

Economia

No Mês da Indústria, Sistema Fiep apresentará dimensão de seu trabalho

Regional

Tecpar trabalha para se tornar grande polo de inovação

AgroGazeta

BRDE tem como meta disponibilizar R$ 1 bilhão para o Paraná

"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)