Política

Gilmar Mendes substitui prisão de ex-secretário do Rio por medidas cautelares

| 08/02/2018 - 21:10

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, determinou ontem (8) a suspensão da prisão preventiva do ex-secretário de Saúde do Rio de Janeiro no governo de Sérgio Cabral, Sérgio Côrtes.
Acusado de fraudes em licitações para fornecimento de próteses para o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into) e para a Secretaria de Saúde fluminense, Côrtes foi preso em abril do ano passado, por decisão da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro.
Em sua decisão, o ministro Gilmar Mendes determinou que a prisão preventiva seja substituída por outras medidas cautelares, como a proibição de Côrtes fazer contato, por qualquer meio, com outros investigados na chamada Operação Fatura Exposta– um desdobramento das operações Calicute, que resultou na prisão de Sérgio Cabral, em 2016, e Eficiência, que determinou a prisaõ do empresário Eike Batista, em 2017.
O ex-secretário de Saúde também ficará proibido de deixar o Brasil, devendo entregar seu passaporte em até 48 horas a partir da notificação. Além disso, Côrtes não poderá deixar sua residência durante a noite e nos fins de semana.
Na sentença, Mendes afirma que os fundamentos que levaram à decretação da prisão preventiva há quase um ano “se revelam inidôneos para manter a segregação cautelar. O magistrado compara a situação de Côrtes a dos empresários Miguel Iskin e Gustavo Estellita, presos na mesma Operação Fatura Exposta. Mendes já havia substituído as prisões preventivas de Iskin e Estellita por medidas cautelares, determinando que os dois fossem soltos. Fonte: Agência Brasil
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Política'

Casa Militar tenta reduzir impacto das paralisações

Divididos, caminhoneiros não chegam a acordo com governo

Governo pede trégua, mas reunião com caminhoneiros termina sem acordo

Congresso vai debater o aumento de combustíveis

Celso de Mello defende restrição de foro privilegiado de governadores

Preço da gasolina sobe demais e governo estuda medidas

Bolsonaro sofre derrota no TSE em processo contra pesquisa Datafolha

Partidos terão mais 90 dias para fazer prestação de contas

Adiada mais uma vez votação do projeto que altera lei do agrotóxico

Ministro Beltrame exonera presidente do INSS

Mais Destaques

Cidade

Morre Luiz Ari Bernardt

Regional

Caciopar apoia caminhoneiros e pede ajustes na máquina pública

Artigos

Como você “educa” sua equipe?

AgroGazeta

Paralisação dos caminhoneiros reflete nas atividades de cooperativas

Gente X Poder

Projeto desmonte

Estado

Saúde e Defesa Civil se unem para garantir atendimentos

Economia

Nível da atividade industrial volta a cair em abril, aponta CNI

"ultrapassamos os 14 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo em 3 anos. Aqui sua propaganda, propaga - 45 9.91339499"
(Leitores)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)