Cidade

Rede estadual de ensino se prepara para início das aulas

| 08/02/2018 - 20:10

As aulas nas escolas estaduais começam no dia 19 desse mês, mas a rede estadual de ensino já está preparada para o início do ano letivo. As escolas passam por obras de reformas, melhorias e limpeza geral para receber mais de 1 milhão de estudantes. Além disso, as unidades escolares começam a receber as primeiras remessas de alimentos para a merenda escolar e recursos do Fundo Rotativo.
Na semana anterior ao início das aulas, nos dias 15 e 16, os professores se reúnem para a primeira reunião da Semana Pedagógica. O segundo encontro dos docentes será nos dias 26 e 27 de julho. O recesso do meio de ano será entre os dias 16 e 25 de julho. As aulas encerram no dia 19 de dezembro.
“A rede estadual de ensino está preparada para receber nossos alunos e garantir que tenham um ano letivo tranquilo dentro da normalidade”, disse a secretária estadual da Educação, professora Ana Seres. Segundo ela, as escolas estão passando por uma grande transformação com reformas, programas e projetos que darão aos gestores e professores todas as ferramentas necessárias para o bom trabalho e isso irá refletir no processo de ensino e aprendizagem.
SEMANA PEDAGÓGICA – Nos dias 15 e 16 de fevereiro, cerca de 100 mil profissionais da educação se reunirão no primeiro encontro da Semana Pedagógica para estudos e debates relacionados a questões pedagógicas e administrativas.
Os profissionais trabalharão assuntos como o planejamento escolar e as diretrizes curriculares. Já os agentes educacionais I e II vão estudar questões sobre trabalho coletivo na escola e resíduos sólidos.
Durante o primeiro encontro também será lançado a nova versão do aplicativo Escola Paraná para os professores. Desde agosto do ano passado, os alunos da rede estadual de ensino já utilizam o APP que aproxima a comunidade do cotidiano escolar. “A Semana Pedagógica é uma ótima oportunidade para discutir questões pertinentes do cotidiano escolar como as diretrizes pedagógicas e também os principais pontos da Base Nacional Comum Curricular”, disse a secretária Ana Seres.
INFRAESTRUTURA, 80% DAS ESCOLAS ESTÃO REFORMADAS OU COM OBRAS DE MELHORIAS
O ano de 2018 promete ser especial para as escolas estaduais do Paraná. O Governo do Estado investiu R$ 218 milhões em obras de infraestrutura em toda e rede de ensino. “São programas como o Escola 1.000, Renova Escola, Mãos Amigas e Reparo Rápido. Trata-se de um dos maiores pacotes já lançados pelo Governo do Estado para atender a infraestrutura a rede de ensino do Paraná e também das Apaes”, disse o diretor-presidente do Instituto Fundepar, Sergio Brun.
Além disso, está em andamento o programa Escola Conectada, pelo qual estão sendo disponibilizados R$ 283 milhões para a compra de computadores. O cabeamento e funcionamento da internet serão refeitos e modernizados. O Governo do Paraná também irá repassar mais de R$ 117 milhões para o transporte escolar de mais de 205 mil alunos.
ALIMENTAÇÃO NUTRITIVA E VARIADA – Nessa semana as escolas estaduais começaram a receber as primeiras entregas dos alimentos da merenda escolar. Nesta etapa, as escolas receberão 245 toneladas de filé de peito de frango, cerca de 1.1 mil toneladas de alimentos não perecíveis (arroz, macarrão, açúcar, leite, biscoito, por exemplo).
Após o início das aulas as escolas estaduais vão começar a receber também 90 mil dúzias de ovos e os alimentos provenientes da
Agricultura Familiar (frutas, verduras, legumes, hortaliças, temperos, panificados, carnes e ovos, sucos, leite e lácteos, feijão, arroz, farinhas e complementos).
Diariamente, as escolas estaduais servem mais de 1.1 milhão de refeições. Para garantir a variedade e qualidade nutritiva dos
alimentos, as escolas recebem anualmente mais de 140 itens divididos em três grupos: produtos não perecíveis, entregues quatro a cinco vezes por ano; alimentos congelados (carnes e peixes), entregues a cada 15 dias; e os alimentos da Agricultura Familiar, que são encaminhados semanalmente às escolas.
FUNDO ROTATIVO – Para auxiliar a administração escolar, o Governo do Paraná repassará ao longo do ano letivo mais de R$ 134 milhões direto na conta das escolas por meio do Fundo Rotativo.
O depósito será feito em 14 parcelas (10 para consumo e quatro para serviços), que servem para gasto em pequenas obras e reformas emergenciais, como reparos nas redes hidráulica e elétrica, e também para compra de itens de materiais de limpeza e expediente.
As escolas também vão receber duas cotas extras, sendo que a primeira, no valor de R$ 8 mil, deve ser usada para a instalação de
climatizadores nas salas de aula.

    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cidade'

Oeste em Desenvolvimento debate melhora na genético da tilápia

Improbidade administrativa

Dengue: índice de infestação melhorou, mas ainda é alto

Reurbanização da rua Cerro Corá está quase pronta

Amop cobra comprometimento na solução à greve de caminhoneiros 

Transporte escolar permanece suspenso

Morre Luiz Ari Bernardt

Fiep mostra preocupação com manifestação de caminhoneiros

Em Toledo, manifestações se ampliam e ganham mais força

Núcleos da Acit viabilizam brinquedoteca na Delegacia da Mulher

Mais Destaques

AgroGazeta

Paralisação dos caminhoneiros reflete nas atividades de cooperativas

Artigos

Como você “educa” sua equipe?

Regional

Caciopar apoia caminhoneiros e pede ajustes na máquina pública

Estado

Saúde e Defesa Civil se unem para garantir atendimentos

Gente X Poder

Projeto desmonte

Economia

Nível da atividade industrial volta a cair em abril, aponta CNI

"ultrapassamos os 14 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo em 3 anos. Aqui sua propaganda, propaga - 45 9.91339499"
(Leitores)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)