Gente X Poder

R$ 3,5 trilhões orçado para 2018, R$ 68 milhões é o que ficará em investimentos. Aonde vai o restant

| 12/02/2018 - 18:30

Brasília se concentra um dos maiores bancos, aquele que, entra dinheiro pelas nuvens e sai pelos encanamentos que ligam cada conta de seus “gestores” por nós escolhidos. A receita da união para 2018 é de mais de R$ 3,5 trilhões de reais. Desses, apenas R$ 68 milhões são para investimentos. Restantes, é para cobrir os gastos e roubos das quadrilhas que comandam as pastas devidamente fatiadas com os partidos político na capital dos desmandos chamado Brasília. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2018/Lei/L13587.htm.
R$ 3,5 trilhões orçado para 2018, R$ 68 milhões é o que ficará em investimentos. Aonde vai o restante? I
Entre os maiores custos para nós brasileiros está a Câmara dos Deputados e com nossos DEPUTADOS que distribui a significância de R$ 11,93 milhões cada um por ano. Em seguida casa de nossos SENADORES que custam à bagatela de R$ 53,9 milhões ano. Depois ainda tem os gastos com: STF, STJ, JF entre outros cabides que conotam essas roubalheiras de Brasília.
R$ 3,5 trilhões orçado para 2018, R$ 68 milhões é o que ficará em investimentos. Aonde vai o restante? II
Aqui, no nosso Paraná, em nossa ALEP- Assembléia Legislativa do Paraná, os 54 deputados custam exatamente R$ 153.300,00 por mês, ou seja, R$ 1.992,900 por ano (13 meses). Sem contar com os demais benefícios, como por exemplo, de nomearem os seus próximos (filhos, esposa, genro ou nora) para que suas famílias consigam abocanhar o máximo da nossa grana de forma descarada. Qual é o valor do seu salário e quantas horas você se dedica ao mesmo só para você fazer um comparativo?
Três advogados são presos
Na manhã da ultima quinta-feira, 8 de fevereiro, em Santa Izabel do Ivaí, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Paraná cumpriu mandados de prisão preventiva contra três advogados e outras 12 pessoas por falsidade ideológica, uso de documentos falsos, estelionato, peculato, apropriação indébita e lavagem de dinheiro, além de associação criminosa. Os fatos ocorreram entre os anos de 2011 e 2015.
Três advogados são presos I
Investigações – De acordo com o Gaeco, integrantes do grupo procuravam pessoas que detinham contas bancárias – normalmente pessoas humildes, idosos ou de pouca instrução –, pegavam procurações e ingressavam na Justiça com pedido de pagamento de altos valores relacionados a expurgos inflacionários. Em algumas situações, quando estavam prestes a receber o dinheiro, os advogados alegavam para os titulares das contas que o processo demoraria ou não daria certo, e os convenciam a desistir de esperar pelo fim do processo. Assim, por uma quantia simbólica, “compravam” o direito das vítimas de receber o dinheiro, embolsando, posteriormente, valores significativos.
Três advogados são presos II
As investigações apontam também que um cartorário dava suporte nos processos eletrônicos, emitindo alvarás que eram entregues imediatamente aos advogados que sacavam as quantias, sem dar tempo ao banco de propor recursos. Ainda houve casos em que os advogados integrantes do grupo utilizaram documentos falsos para serem apresentados nas ações da Justiça e sacaram valores em nome de pessoas já falecidas.

    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Gente X Poder'

Expo Toledo - Comitê

O cão, o rabo e as pernas

Expo Toledo

Expo Toledo não pode ficar à mercê só da SRT

EXPO TOLEDO é de Toledo ou da SRT ? Nossa autoridades irão aceitar tal "fracasso" ?

Quem e como foi pago o hotel?

Monocrático X Colegiado?

07 de julho, dia Internacional do Cooperativismo

Incompetência generalizada no comando do CISCOPAR devolve R$1.589.697,55 por falta de projetos.

Binnngooooo de novo – agora no CISCOPAR

Mais Destaques
"Chegamos ao 15 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Aqui se propaga - 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)