Regional

Após reclamação de cidadão ao TCE, Francisco Beltrão revoga edital de R$ 6,6 milhões

| 15/02/2018 - 20:50

Em cinco dias, atuação preventiva da Coordenadoria de Fiscalização de Obras Públicas, com base em atendimento feito pela Ouvidoria, levou o município a revogar licitação para obras.
A atuação integrada entre o Tribunal de Contas e o cidadão paranaense, por meio do exercício do controle social sobre o gasto público, levou à revogação de edital de licitação do Município de Francisco Beltrão com indícios de irregularidades. O certame, no valor de R$ 6,6 milhões, tinha o objetivo de executar obras de reforma e manutenção de prédios pertencentes à administração desse município do Sudoeste do Estado.
Em 22 de janeiro, a Ouvidoria do TCE-PR fez o atendimento de cidadão que reclamava do Edital de Concorrência nº 5/2017, cujo objeto licitado estava dividido em nove lotes, somando R$ 6.611.032,35. Em resumo, o cidadão alegava a existência de lotes no edital que previam a contratação somente de mão de obra, excluindo o material necessário aos serviços de reforma e manutenção, o que contrariava o objeto central da licitação.
Após reunir as informações, a Ouvidoria encaminhou a demanda à Coordenadoria de Fiscalização de Obras Públicas (Cofop) do TCE-PR, para análise e manifestação a respeito das supostas irregularidades apontadas. “A Ouvidoria é o canal de comunicação do cidadão com o Tribunal de Contas e toda manifestação que recebemos merece resposta”, afirma o ouvidor, Patrick Machado. “Nosso trabalho depende do cidadão, que espontaneamente participa do controle social.”
Atuação preventiva
Seguindo a diretriz de reforçar a atuação preventiva do TCE-PR, em 24 de janeiro a Cofop abriu um Apontamento Preliminar de Acompanhamento (Apa), na Malha Eletrônica do Tribunal, em relação à Concorrência nº 5/2017. “Dois dias depois, em 26 de janeiro, a Prefeitura de Francisco Beltrão respondeu que revogou o edital, em virtude da necessidade de adequação de alguns itens apontados”, informa o coordenador da Cofop, Luiz Henrique de Barbosa Jorge.
“Entre o registro do atendimento e a abertura do procedimento pela Cofop se passaram apenas dois dias, o que demonstra a atuação rápida e preventiva da Ouvidoria e das unidades técnicas do Tribunal”, destaca o ouvidor. “Seremos mais eficazes na medida em que contribuirmos para corrigir previamente as falhas e evitar o dano, reduzindo o número de processos no Tribunal, que têm custo elevado e demandam tempo de tramitação.”
Contatos
Os contatos com a Ouvidoria podem ser feitos de quatro maneiras: pela internet (via portal do TCE-PR), por telefone de ligação gratuita (0800-6450645), pessoalmente (no 6º andar do Edifício-Anexo do TCE-PR) ou por carta (Praça Nossa Senhora de Salete, s/n, Centro Cívico, Curitiba. CEP: 80530-910).

    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Regional'

Chega à metade Gincana Jovens Lindeiros Ligados à Vida

Municípios do Oeste têm potencial para fruticultura

Prefeito anuncia primeiras substituições na Administração Municipal de Santa Helena

Fraudes em concursos anulam licitação em Assis

Sicredi repassa doação à APAE de M. C. Rondon

Apicultores do Oeste devem cuidar de apiários no frio

Bens inservíveis da prefeitura de Marechal Rondon serão leiloados

Investigações de postagens no Facebook, em Cap. Leônidas Marques

Rondonenses recebem equipamentos de saúde

“União faz a vida” desenvolve leitura e horticultura em Maripá

Mais Destaques
"Chegamos ao 15 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Aqui se propaga - 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)