Gente X Poder

MP limpando os ladrões do erário público

Eliseu Langner de Lima. | 27/02/2018 - 18:30

MP limpando os ladrões do erário público
Na manhã dessa terça feira, 27 o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná, cumpriu cinco mandados de busca e apreensão em investigação que envolve um servidor público municipal em Foz do Iguaçu. Os mandados foram cumpridos na residência do servidor, na sede da Procuradoria do Município de Foz do Iguaçu, em um clube de voo, na residência de empresário do ramo ambiental e na sede de sua empresa.
MP limpando os ladrões do erário público I
São investigados supostos crimes previstos na legislação ambiental (emissão de licenças ambientais indevidas mediante pagamento de propina), além de delitos contra a administração pública e lavagem de dinheiro. Durante o cumprimento dos mandados, uma pessoa foi detida pela posse de anabolizante e pequena quantidade de droga. Foram apreendidas também quantias em dinheiro. A ação faz parte da segunda fase da Operação Agile, cujas investigações começaram em meados de 2017, com a deflagração da primeira etapa, que apreendeu computadores na Secretaria do Meio Ambiente de Foz do Iguaçu.
O céu e o inferno
Um freqüentador jovem, que se ocupava em curso de “guitarras” no Céu das Artes, nos enviou algumas fotos que mostram uma realidade muito triste do estado de abandono daquele espaço. O ex-aluno disse que lá está mais parecendo um inferno e não um céu. Pelo que está registrado nas imagens, os problemas vão desde a falta de materiais simples, como um tanque ou máquina para lavar panos até a falta de pessoal para atendimento. Hoje só tem um coordenador, uma zeladora e mais ninguém para atender todo aquele espaço físico e seus setores e se fossemos citar todos os problemas, precisaríamos de mais 10 páginas. Voltaremos a falar e publicar as imagens nesse jornal.
O controle da “coisa pública”
Quando um cidadão de bem, principalmente aquele que atua em repartição pública, vê, assiste, lê, conhece e sabe que tudo está errado e fica quieto, é conivente. Quando ele denuncia, demonstra que gosta de sua cidade, de seu dinheiro e da verdade, doa a quem doer. Cada cidadão toledano tem a sua disposição três mecanismos que o ajudam a trocar a simples reclamação sobre possíveis irregularidades em âmbito público por uma ação com potencial preventivo e reparador. São as denúncias junto ao Ministério Público, o ajuizamento de ações populares que ajudam esse tipo de protagonismo a ganhar cada vez mais força na esfera judicial ou pela imprensa, denominada de quarto poder.
O controle da “coisa pública” I
Uma ação popular possibilita que o cidadão participe do controle da “coisa pública” de forma mais direta. Com esse instrumento, ele pode questionar qualquer ato praticado pelos poderes e vai inibir seus efeitos, desde que comprovada à ilegalidade cometida. O cidadão denunciante tem que ter a consciência de que esse instrumento não tenha conseqüências e por essa razão, se faz necessário ser responsável pelas denuncias, pois, gerar um constrangimento aos administradores públicos ou quem quer se seja sem as devidas provas poderá sofrer as devidas conseqüências da Lei. Isso serve também, para as irregularidades levadas ao Ministério Público, órgão mais próximo dos cidadãos.
O controle da “coisa pública” II
Outra ferramenta que está sendo bem utilizada no Brasil e aqui em Toledo, são os meios de comunicação denominada “quarto poder”, incluindo também, as redes sociais, como ocorreu com o possível uso irregular de uma veiculo Duster, que chegou a esse Jornal em janeiro desse ano, por um leitor e que está sendo investigado e um outro fato que também deve ser tratado com a mesmo gravidade, foi a de o município de Toledo ter comprado um produto e um funcionário ter aceito, outro com especificações que não atendem ao pregão 156/2017. Sempre lembrando que qualquer denuncia seja ela qual for, tem que ter elementos consistentes para serem formalizados e ai, se tornar uma ação civil pública para proteger o nosso patrimônio público. Denuncie, assim, vamos cuidar de nosso patrimônio.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Gente X Poder'

Se despediu

Manifestação e paralisação.

Indícios de irregularidade na nomeação do filho do deputado na EMDUR

Projeto 97 confirma nossas informações: Querem fechar a EMDUR!

Mandado de segurança contra ato do promotor Giovani Ferri

Comando do 19º BPM visita a Gazeta.

Prefeito de Toledo e secretários são multados pelo TCE.PR

EMDUR - administrativamente sem saída?

Os “asnos”

Nota de esclarecimento – Programa Toopedalando

Mais Destaques

Regional

Festa junina anima pacientes do Hospital Uopeccan

Economia

De 2015 para 2016, a indústria perdeu 400,8 mil pessoas ocupadas

Esporte

GR de Toledo viaja para competição

Cidade

PDT e MDB, de Toledo unem forças para as próximas eleições.

AgroGazeta

Governo eleva previsão de VBP em 2018

Estado

Porto de Paranaguá tem recorde de granéis sólidos

Política

Notícias falsas podem colocar eleições em risco

Cultura

Prêmio Literário 2018

"Chegamos ao 15 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Aqui se propaga - 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)