Cultura

Há 55 anos ela estreava nos quadrinhos e na cultura brasileira

Fernando Baldi Braga | 02/03/2018 - 20:36

Há 55 anos ela estreava nos quadrinhos e na cultura brasileira

Hoje celebramos os 55 anos da primeira aparição de uma das personagens mais queridas do Brasil. A menina de gênio forte, que não tem paciência para os apelidos que recebe das outras crianças, cativa todos ao seu redor e destaca-se no grupo de amigos, tanto que a turminha a tem como referência até no nome. A Turma da Mônica é um trabalho recreativo e pedagógico, que utiliza historinhas para entreter ao mesmo tempo em que leva ensinamentos às crianças. Seu criador, o desenhista Maurício de Sousa, inicialmente publicava tirinhas em jornais, antes de produzir os quadrinhos, também conhecidos como gibis.
Uma das curiosidades da Mônica, é que ela não foi concebida como atração principal do autor e sua primeira aparição foi como personagem secundária das tirinhas que tinham como principal protagonista outro personagem. Mônica apareceu pela primeira vez em uma tira do Cebolinha publicada no jornal Folha de S. Paulo em 3 de março de 1963. Mauricio de Sousa baseou-se em sua filha (que se chama Mônica) para criar a personagem e seu papel original era como coadjuvante para Cebolinha, que estrelava os quadrinhos.
Mauricio atribui parte do sucesso de Mônica ao fato de ela ser a primeira personagem feminina com papel de destaque dentre suas criações, que eram em maioria meninos. Mônica ganhou tanto espaço que acabou tendo sua própria revista em 1970, a primeira publicação infantil colorida do Brasil.
Segundo informações da Mauricio de Sousa Produções, “para criar a Mônica, Mauricio se inspirou em sua própria filha, que na época demonstrava uma forte personalidade. A menina era gorducha, dentuça e de baixa estatura, características que também foram transferidas para sua criação, de forma caricata e exagerada, assim como sua personalidade forte e briguenta.” Com o passar dos anos, os traços de Mauricio evoluíram, mas Mônica manteve os dentes incisivos protuberantes e sempre usa vestidinho vermelho.
Hoje, além dos quadrinhos, em que aparece como líder imbatível, Mônica é estrela de cinema, teatro, tem vários produtos que levam o seu nome, faz campanhas educativas e comerciais de televisão, além de ser embaixadora do Unicef (a única personagem de quadrinhos do mundo a ter essa honra), embaixadora do Turismo no Brasil e embaixadora da Cultura.
Feliz das crianças brasileiras, que têm essa menina e toda a turminha como referências na infância.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cultura'

Oficina de Escrita Criativa em Toledo

Prêmio Literário 2018

IPHAN abre concurso com vagas em todo país

Teatro de Paranavaí será reformado

O Festival de Música de Inverno – FESTIN

Estado forma novos agentes de leitura

Prêmio Jovem Negro de Literatura 2018

Paraná publica lista de habilitados no Prêmio Arte Paraná

Cultura divulga resultado de recursos do Profice

Secretário da Cultura participa de reunião com comitiva do Uruguai

Mais Destaques

Economia

De 2015 para 2016, a indústria perdeu 400,8 mil pessoas ocupadas

Política

Notícias falsas podem colocar eleições em risco

Estado

Porto de Paranaguá tem recorde de granéis sólidos

Esporte

GR de Toledo viaja para competição

Gente X Poder

Se despediu

Cidade

PDT e MDB, de Toledo unem forças para as próximas eleições.

AgroGazeta

Governo eleva previsão de VBP em 2018

Regional

Festa junina anima pacientes do Hospital Uopeccan

"Chegamos ao 15 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Aqui se propaga - 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)