Gente X Poder

Sou contra a comemoração do dia das mulheres

Eliseu Langner de Lima. | 07/03/2018 - 18:30

Publiquei aqui nessa coluna dia 07 de fevereiro esse texto abaixo. Na mosca, durou apenas 30 dias o casamento!
O vereador Antonio Sérgio “Zóio”, de larga experiência de vida, pode ter caído no famoso “conto do vigário?
Explico, ou vou tentar: Na tarde dessa ultima terça-feira, trouxeram alguns “volumes-pastas” ao gabinete do vereador “Zóio” assustando os assessores pelo tamanho, não pelo conteúdo. Tratava-se do projeto de Lei 176/2017 que traduzindo, chamava-se ‘AUMENTO DO IPTU”. Por esse colunista estar no local naquele momento, logo percebi que se tratava do ônus, pós, bônus. Mas, também me veio essa dúvida. Estaria o executivo colocando à prova a fidelidade do nobre edil? Mas péra aí, houve algum bônus? Claro que se houve não saberíamos, mas, os “urubus” me disseram que sim, porque teve uma grande movimentação nas salas das “pessoas” que estavam nas expectativas de algumas “nomeações”, a começar pelo agora guru do vereador chamado Piacenti. Logo, vem à indagação sobre o “conto do vigário”.
Sou contra a comemoração do dia das mulheres
Acho que o dia da mulher não deveria existir, pois no meu conceito a diminui diante dos demais 364 dias e noites em que elas são gigantes. O primeiro grande trunfo das mulheres e ter paciência para agüentar os “homens”que confesso, não são de fáceis de dominar, porque, segundo a historia, nascemos para ser dominadores, isso também não concordo por que na prática quem domina é a mulher.
Sou contra a comemoração do dia das mulheres
Essa luta pela igualdade que começou há mais de 50 anos valeu e hoje elas são mais respeitadas em todos os campos e mercados.Esse empoderamento feminino está, felizmente diminuindo o preconceito no coletivo e isso engrandece o sexo “feminino”. Como escrevi acima, ela que entende, que administra, é ela que persiste, que perdoa, que ama, chora, ri, se envolve, se envergonha, sente orgulho a ainda tem que, muitas vezes fazer o papel de homem da casa.
Sou contra a comemoração do dia das mulheres
Esse colunista, somado aos leitores que se identificam com esse meu “reconhecimento”, de que não se deveria ter um só “dia para a mulher”,poderíamos até cantar ou lembrar da música e letra do compositor Sinhô, bem antiga, mas que esta atualizadissima:“ Gosto que me enrosco em ouvir dizer, que a parte mais fraca é a mulher, mas o homem com todo a fortaleza, desce da nobreza e faz o que ela quer”. Que vocês continuem dominando não só o mundo, mas como sempre, o bem comum, a começar pelos seus: https://www.youtube.com/watch?v=EGeBzk1IxzM
Mulheres serão paparicadas hoje na ACAST.
Nesse dia internacional da mulher será realizado um evento alusivo a partir das 09h, na ACAST (Associação de Cabos e Soldados de Toledo), sito a rua Luis de Conto, 183 - Jd. Parizotto. Este evento terá a participação do curso de Estética e Cosmética, da UNIPAR e da Dr. Fernanda Lima Moretzshon, Delegada da Polícia Civil de Toledo(Delegacia da Mulher)
Colégio Militar será instalado em Toledo
Recebemos convite para apresentação e palestra que será ministrada pelo Sr. Maj. PMRR Villatore, o qual irá falar sobre a chegada do colégio da vila militar (CVM) na cidade de Toledo, empreendimento da associação da vila, no auditório do hotel Maestro, da rua Santos Dumont, 1775 - centro, no dia 15 de março de 2018, às 09h. https://youtu.be/xY5XeN-5ivo
Vereador e assessor são condenados
Um vereador da Câmara Municipal de Foz do Iguaçu e seu então assessor parlamentar na gestão 2009-2012 foram condenados por ato de improbidade administrativa e enriquecimento ilícito. De acordo com ação civil pública ajuizada pela 6ª Promotoria de Justiça da Comarca, os dois realizaram campanha eleitoral durante o horário de expediente. A decisão é da Quinta Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná, que deu provimento parcial ao recurso de apelação do Ministério Público. O vereador utilizou-se dos serviços do assessor em benefício próprio, na realização de campanha para sua reeleição no pleito de 2012.
Vereador e assessor são condenados
Segundo a Promotoria de Justiça, em vez de realizar atividades inerentes ao cargo que ocupava na Câmara, entre julho e setembro de 2012, o então assessor atuou como cabo eleitoral do parlamentar, entregando panfletos durante o horário de trabalho no Legislativo municipal. Diante das irregularidades apontadas, a Justiça determinou aos requeridos o ressarcimento aos cofres públicos da quantia correspondente a três vezes o valor da remuneração do assessor. Aplicou também a penalidade de pagamento de multa civil (para cada um) equivalente a uma vez o valor do prejuízo causado. Os valores somados totalizam aproximadamente R$ 50 mil, a serem corrigidos.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Gente X Poder'

Se despediu

Manifestação e paralisação.

Indícios de irregularidade na nomeação do filho do deputado na EMDUR

Projeto 97 confirma nossas informações: Querem fechar a EMDUR!

Mandado de segurança contra ato do promotor Giovani Ferri

Comando do 19º BPM visita a Gazeta.

Prefeito de Toledo e secretários são multados pelo TCE.PR

EMDUR - administrativamente sem saída?

Os “asnos”

Nota de esclarecimento – Programa Toopedalando

Mais Destaques

Economia

De 2015 para 2016, a indústria perdeu 400,8 mil pessoas ocupadas

Estado

Porto de Paranaguá tem recorde de granéis sólidos

AgroGazeta

Governo eleva previsão de VBP em 2018

Regional

Festa junina anima pacientes do Hospital Uopeccan

Esporte

GR de Toledo viaja para competição

Cultura

Prêmio Literário 2018

Política

Notícias falsas podem colocar eleições em risco

Cidade

PDT e MDB, de Toledo unem forças para as próximas eleições.

"Chegamos ao 15 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Aqui se propaga - 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)