Gente X Poder

Sintomas de má administração

Eliseu Langner de Lima. | 08/03/2018 - 18:30

Sintomas de má administração

Sintomas de má administração
Em uma empresa privada, quando existem detalhes pequenos que podem ser resolvidos de forma prática, estes são solucionados pelos ocupantes de funções de menor envergadura, antes de se tornar um “problemão” e ir parar na sala dos patrões. Esse é um trabalho de equipe. Mas se houver ingerências de alguns, medo de outros, más escolhas e seleção de pessoal sem qualificação, com aquele jeitinho de colocar incompetentes para satisfazer o grupo e não o coletivo, a empresa vai para o “brejo”.
Sintomas de má administração I
É preocupante, mesmo quando o problema chega desvirtuado ao topo da administração ou simplesmente não chega, o que, infelizmente, ocorre em muitas situações, em especial em administrações públicas, em face aos conchavos, aos compromissos “políticos” e não de “gestão” para o bem comum. Isso conduz ao fim e inevitavelmente para a quebra da empresa, com a quebra da confiança pública e, por consequência, a comprovação de que não houve uma boa escolha dos gestores e simplesmente vai levar à morte a empresa, do político e de seus aliados. Como diz o ditado popular, “não há conserto para esta situação.”
Sintomas de má administração II
Nessa toada vamos analisar a atual administração de Toledo, em que podemos constatar não apenas sintomas de má administração, mas fatos concretos que foram identificados nos primeiros dias da gestão Lúcio/Tita, por lambanças em questões primárias, que não se imaginava que eles não tinham conhecimento, afinal, o Lúcio está há anos na vida pública e o Tita também, apesar de menor tempo. Sequer as partes funcionais sabiam como conduzir. Para piorar, aqueles que deveriam assessorar, ao que tudo indica, sabiam menos ainda. Estranha-se o Secretário de Administração, pois, afinal de contas, são “600” anos exercendo essa função, mas mesmo assim achou que poderia ser o fiscal de seus próprios atos. Oficialização de transferência de cargos e nomeações. Reedição de Atos. Secretária que ao mesmo tempo era vereadora. Nomeação de pessoas para cargos que não preenchiam requisitos mínimos, o que obrigava a exonerá-los, foram muitos os equívocos cometidos.
Sintomas de má administração III
Além dessas lambanças em questões técnicas, mas básicas ao conhecimento de um gestor, outras tantas lambanças de ordem prática, como o fechamento das Unidades Básicas de Saúde do interior, sob o pífio argumento de que estavam fechando por exigência do MP, na medida em que exigiam reformas. Já se passaram quantos meses de administração Sr. Prefeito? Até agora nada de reforma... nada de reabrirem as UBSs. E o fechamento da UBS da Vila Industrial??? Bairro de grande importância na história de Toledo, cujos moradores não têm uma UBS, que o próprio nome diz BÁSICO, para os moradores da Vila Industrial deixou de ser básico. Vergonha!!!
Sintomas de má administração IV
Enquanto isso as nomeações não param, tudo isso para aplacar a ânsia dos compadres e apadrinhados no interesse do jogo político, ou melhor, da jogatina, quebrando a regra BÁSICA da organização que é de criar o menor número possível de cargos comissionados. Bom, não à toa que essa administração já recebeu várias recomendações do Ministério Público, sendo mais de 19 recomendações e 12 TACs. E a assessoria jurídica, onde está?? Será que está no Paço? Como faz falta o Dr. João Carlos Poletto...
Sintomas de má administração IIV
De que forma, uma administração em seu universo pleno terá desempenho e eficiência com essa estrutura de péssima qualidade dos escolhidos? Na verdade, são reflexos do próprio prefeito. Tornara-se, “SIM” e isso “NÃO TEM DÚVIDAS”, uma estrutura de inadequada resolução, devido aos apadrinhamentos e não valorização dos concursados ou de carreira que já atuam na administração. Então, podemos escrever, sem medo de errar, que para sobreviver ou crescer e deixar um município ou uma empresa com resultados que os mercados exigem, se faz necessário um comandante que tenha as “rédeas”, a realidade em suas mãos, sob pena de ser cassado ou ter de assinar a sua renúncia. Infelizmente a administração de Toledo não tem comando, até mesmo por que, prevalece o dedo “podre” daquele deputado que usa o nome “Cristo no coração”, mas seu Deus é o “poder” e ai de quem o desobedeça.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Gente X Poder'

Mandado de segurança contra ato do promotor Giovani Ferri

Comando do 19º BPM visita a Gazeta.

Prefeito de Toledo e secretários são multados pelo TCE.PR

EMDUR - administrativamente sem saída?

Os “asnos”

Nota de esclarecimento – Programa Toopedalando

BINGOOOOOO...

CPI da “comédia”

MP suspende licitação das bicicletas do projeto “Toopedalando”

Confirmado – Toledo terá vôos dos Urubus-Azuis

Mais Destaques
"Chegamos ao 15 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Aqui se propaga - 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)