Política

Julgamento de habeas corpus de Lula depende de Fachin, diz Cármen Lúcia

| 19/03/2018 - 21:10

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, disse ontem (19) que depende do ministro-relator Edson Fachin, e não dela, o julgamento do habeas corpus do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, no plenário da Corte.
“O Supremo examinará assim que o ministro Edson Fachin levar em mesa, ou na Segunda Turma ou ao plenário”, disse a ministra, em entrevista à rádio Itatiaia, de Minas Gerais. “O relator é o responsável por levar o processo e dizer a importância do processo”, acrescentou. “Quando o relator levar, o habeas corpus tem preferência constitucional, porque lida com liberdade.”
Na mesma entrevista, Cármen Lúcia confirmou que haverá uma reunião “não formal” entre os ministros do STF, provavelmente hoje (20), mas não quis revelar detalhes sobre a pauta do encontro, que disse ter sido convocado por ideia do decano da Corte, ministro Celso de Mello, um dos principais defensores da revisão do entendimento sobre a prisão em segunda instância.
O STF vive um impasse sobre se condenados na segunda instância devem começar a cumprir pena de imediato, mesmo com recursos pendentes em cortes superiores e Cármen Lúcia, a quem cabe elaborar a pauta de julgamento em plenário, ainda não colocou o tema em discussão.
Na semana passada, ao negar mais um pedido da defesa de Lula para que seja concedido o habeas corpus do ex-presidente, Fachin disse que não deve levar o assunto ao plenário em mesa sem que seja pautado por Cármen Lúcia, pois a elaboração da pauta de julgamentos “recai sobre as elevadas atribuições da presidência deste tribunal”.
Fonte: Agência Brasil
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Política'

Eleitor com deficiência pode pedir mudança temporária de seção

TSE: 30% do fundo eleitoral deve ser para candidatas mulheres

Caciopar inicia Campanha Vote Certo

Começam as convenções para escolha dos candidatos a presidente

Presidente do STJ mantém prisão de Eduardo Cunha

TSE vai fiscalizar uso de dinheiro vivo nas eleições

Financiamento coletivo pode esbarrar na insatisfação das pessoas com a política

Mais de mil agentes públicos tem contas desaprovadas pelo TCE-PR

Tema da segurança pública dominou o Congresso no primeiro semestre

Eleitor já pode pedir voto em trânsito

Mais Destaques
"Chegamos ao 15 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Aqui se propaga - 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)