Gente X Poder

Estranheza

| 22/03/2018 - 18:30

Estranheza

Desculpas ao Distrito
Cometi um equívoco ao escrever aqui na coluna que o Distrito de Dois Irmãos proíbe moradores de participar da BrüderFest. Não, não é o Distrito que está proibindo, mas a Sociedade Santa Cecília, clube onde é realizada a festa, que proíbe a entrada de pessoas, moradoras no próprio distrito e que não são sócios do clube. Por essa razão peço desculpas aos moradores daquele pujante Distrito e quem se sentiu ofendido.
Estranheza
Só que, não aceito, não aceitarei tal infâmia decisão. Essa proibição começou na festa realizada em 2017, em que a então diretoria decidiu que os moradores do distrito, não sócios do clube, não poderiam participar da festa pública e um afronte a liberdade. Essa estranha decisão é aplicável apenas aos moradores do próprio distrito, não se aplicando aos cidadãos que moram em outras localidades, ou seja, para os moradores de Vila Ipiranga, Dez de Maio, Novo Sarandi, sede do município, etc.
Estranheza I
Estranho porque todos são iguais perante a lei, conforme está na Constituição Federal (ART. 5º da Constituição), no entanto a sociedade do clube Santa Cecília está dando tratamento diferenciando aos seus moradores. Estranho porque a mesma Constituição traz que ninguém pode ser obrigado a se associar ou manter associado em qualquer entidade. Mais estranho ainda é uma sociedade querer “selecionar” freqüentadores para um evento tradicional e público como é e BrudeFest, que eu, já ajudei a organizar em suas primeiras edições, a começar pelos grande bailes de chopp que até hoje,relembro olhando os canecos timbrados que tenho em minha casa.
Estranheza II
Mais estranho ainda quererem privar o público, porque em maio de 2017 o prefeito de Toledo Lúcio De Marchi mandou através da Mensagem nº 47/2017, um Projeto de Lei com o propósito de obter a autorização do legislativo para prestar serviços de execução, visando melhorias na sede do imóvel de propriedade do clube denominado de “Sociedade Santa Cecília”, do Distrito de Dois Irmãos, cujos serviços consistiam no carregamento e transporte de, aproximadamente, 120 cargas de terra até o imóvel em que se situa a sede da Sociedade.
Estranheza III
Estranho porque ao encaminhar o Projeto de Lei, o prefeito Lúcio De Marchi justificou afirmando que clube social, Sociedade Santa Cecília, foi declarado de utilidade pública por meio da Lei Municipal 458/1968 e que é de interesse público o investimento do dinheiro público que seria realizado na sociedade privada. Não é o caso, nesse momento, até porque cabe ao Ministério Público investigar, mas fica a pergunta: Qual é o serviço público ou de interesse público realizado pela Sociedade Santa Cecília, que justifique o investimento do dinheiro público? Importante informar aos leitores, em especial os do Distrito de Dois Irmãos, que o Projeto de Lei foi aprovado e os serviços executados através dos equipamentos de propriedade do município de Toledo, ou seja, o seu dinheiro, morador e contribuinte de Dois Irmãos que essa diretoria quer vê-los fora (fruto de impostos), não sócio da Sociedade Santa Cecília, foi aplicado no referido clube, mas você não pode entrar. O dinheiro investido é do povo, mas o povo não pode entrar. Essa situação dos moradores de Dois Irmãos, não sócios do Clube Santa Cecília, faz lembrar a canção do músico Zé Geraldo, “Cidadão”.
Estranheza IV
Estranho porque o prefeito declarou que o investimento do dinheiro público no clube privado é de interesse público, mas o público, o pagador da conta, não pode entrar. É evidente que os moradores de Dois Irmãos, todos, sócios e não sócios, podem, sim, e tem direito de participar da festa, assim como qualquer outro cidadão brasileiro ou não. Se a festa fosse exclusiva para associados do Santa Cecília não haveria problema na proibição da entrada de não sócios, seja morador de Dois Irmãos ou dos confins do mundo, mas não apenas do Distrito. Por outro lado, a Sociedade Santa Cecília também não poderia ter recebido investimento público, como já ocorreu em algumas ocasiões, está recente e aquela referente à cobertura da quadra de esportes. Recebeu dinheiro público, então todos têm direito de participar da festa, do contrário haverá clara discriminação, com tratamento diferenciado.
Estranheza V
Fica o alerta para a diretoria da Sociedade Santa Cecília sobre a ilegalidade que está cometendo, bem como ao representante do Ministério Público sobre a discriminação sofrida pelos moradores de Dois Irmãos, não sócios do referido clube. Bom, se não é ilegal a decisão da Sociedade Santa Cecília, é ilegal o ato do prefeito do município de Toledo, que investiu dinheiro público no clube privado. Eis a questão, caros leitores! O alerta está feito. Em tempo, “se os eventos do Clube Santa Cecília são para sócios, nem precisaria buscar patrocinadores, fazer cartazes, ir à imprensa, chamar o público..etc, basta mandar um oficio aos sócios”.
Galeria de fotos
    2 COMENTÁRIOS
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

  • DINO CESAR MEINERZ
    ]Acho estranho também,porque os não sócios não trabalham na festa e não querem pagar a mensalidade anual para ajudar a manter a Sociedade Santa Cecilia de portas abertas,so querem se divertir e usufruir das dependencias do clube sem assumir qualquer compromisso e sem ajudar financeiramente.É JUSTO ISSO COM QUEM TRABALHA PARA A COMUNIDADE DE DOIS IRMÃOS E PARA O CLUBE DAQUELA LOCALIDADE?
  • CRISTIANO PAULO
    pior que é verdade... parece uma piada com os não sócios... mais é verdade... vergonhoso...
Notícias de 'Gente X Poder'

Guardas Municipais em Brasília

Eleições no Progressistas

Médicos sem especialidade atendendo no Ciscopar?

Progressistas tensos?

A revolta dos “togados”

CPI do lixo

Liberação de recursos do estado

Minirreforma?

Troca-troca e demissão avista?

Quem será o vice-prefeito?

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)