Gente X Poder

Serenidade pública

| 23/03/2018 - 18:30

Serenidade pública

Dr. Sandres Sponholz, da 4ª Promotoria Pública de Toledo, dentro de suas premissas, se manifestou publicamente em sua rede social pessoal sobre o julgamento do STF na data de ontem: A respeito do julgamento de ontem no STF, independente do mérito da causa, considero importante esclarecer à população que na atuação dos órgãos de justiça, prepondera (ou deve preponderar) como regra geral o princípio da continuidade do serviço público, ou seja, as atividades não podem ser totalmente ou parcialmente interrompidas, justamente visando evitar prejuízos à prestação jurisdicional. Em mais de 20 anos de Ministério Público, nunca participei de julgamentos que tenham sido suspensos, com concessão de liminares exclusivamente em razão da suspensão de expediente.
O lixo e a cultura
Dia 20 de março:
Caro Eliseu, boa tarde. Dias atrás, foram retirados os containers que ficavam na calçada junto a Biblioteca Municipal, centro. Os mesmos foram realocados na Praça Willy Barth... No entanto, comerciantes lindeiros a Biblioteca continuam emporcalhando a calçada, conforme foto. Não respeitam e não se dão o respeito e nem conscientizam os seus colaboradores. Obrigado. Veja o video no link: http://www.gazetatoledo.com.br/ckfinder/files/Meu%20Filme.mp4
Dia 21 de março:
Eliseu, antes da retirada dos contêineres... continua a imundície.
A Capital da cultura, sem cultura!
Por falar em cultura, nossa biblioteca, continua com a mesma e desastrosa situação de 06 de outubro do ano passado quando um freqüentador assíduo denunciou nesse jornal http://gazetatoledo.com.br/NOTICIA/34531/LEITOR_DENUNCIA__SITUACAO__CAOTICA_E_DE_ABANDONO_DA__CULTURA_E_EDUCACAO_EM__TOLEDO#.WrUb1x3wbIU, o péssimo estado em que se encontrava. Cinco meses já se passaram e a nossa biblioteca continua ABANDONADA! Mesma! Cultura, na capital da Cultura, sem cultura e sem vergonha na cara dos gestores públicos. Uma lástima. Daí querem fazer uma rua coberta, junto a Praça Willy Barth. Pode?
O fim da Secretaria de Políticas para Mulheres
Duas burocráticas frases arranjadas em dois parágrafos fundamentam a extinção das secretarias de Políticas para Mulheres e da Juventude, na Mensagem nº 7 anexa ao Projeto de Lei nº 09/2018 enviado pelo Executivo à Câmara Municipal de Toledo, no início de fevereiro. A extinção das duas secretarias citadas foi cogitada em 2015 e anunciada publicamente pelo prefeito anterior. Antes do anúncio, ainda no início de outubro de 2014, foram exonerados sete secretários (as) e assessores, entre os quais o da Juventude e a de Políticas para Mulheres, sob o pretexto de adequar os gastos com pessoal aos limites legais.
O fim e o fim da Secretaria de Políticas para Mulheres
Por mais de um ano, alguns servidores responderam por aquelas pastas (ou depois as acumularam). As despesas com pessoal somente baixaram do limite prudencial em agosto de 2015, de acordo com dados dos relatórios de gestão fiscal do município. Não se consumou a extinção à época, em razão de críticas que a idéia recebeu – inclusive eu mesma as fiz, em ao menos dois eventos públicos com a presença do então chefe do Executivo.
Por Maria Cecília Ferreira
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Gente X Poder'

Guardas Municipais em Brasília

Eleições no Progressistas

Médicos sem especialidade atendendo no Ciscopar?

Progressistas tensos?

A revolta dos “togados”

CPI do lixo

Liberação de recursos do estado

Minirreforma?

Troca-troca e demissão avista?

Quem será o vice-prefeito?

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)