Estado

Estado destina R$ 3,5 milhões a estudos e projetos de infraestrutura

| 26/03/2018 - 21:10

O Governo do Estado vai investir até R$ 3,5 milhões para contratar estudos e projetos que visam preparar o Paraná para modernizar a infraestrutura de três modais viários: ferrovias, hidrovias e aeroportos. Quatro chamamentos públicos foram publicados na última semana e convidam empresas interessadas em participar destes processos.
“Este é mais um processo que fortalece o planejamento multimodal do setor público”, diz Rejane Karam, chefe da Coordenação de Gestão de Planos e Programas da Secretaria de Infraestrutura e Logística.
O investimento faz parte do contrato de empréstimo assinado com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), para o Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transportes do Paraná.
PROJETOS - As empresas deverão elaborar planos diretores para aeródromos regionais; estudo de viabilidade técnica, econômica e ambiental para concessão de terminais públicos aquaviários de passageiros e a operação das linhas de transporte aquaviário público de passageiros do litoral norte do Estado; executar projetos de tratamento de pontos críticos na malha ferroviária da Ferroeste; e elaborar projeto de adequação do Terminal Ferroviário de Cargas de Cascavel.
QUALIFICADAS - As empresas consultoras deverão comprovar que estão qualificadas para execução dos serviços, com apresentação de trabalhos similares desenvolvidos anteriormente e concluídos com sucesso, conforme os requisitos que constam nos editais.
PRAZO - O processo de escolha será feito de acordo com a Seleção Baseada na Qualidade e Custo. O prazo final de entrega para as empresas interessadas em participar dos estudos do modal ferroviário é dia 2 de abril.
Já os interessados em participar dos estudos para os modais aquaviário e aeroviário podem entregar propostas até o dia 13 de abril.
MODAL FERROVIÁRIO – Está prevista a elaboração de um projeto para tornar o atual Terminal Ferroviário de Cargas de Cascavel no primeiro Centro Logístico público do Paraná, que envolve projeto de reestruturação viária e iluminação, melhorias nas moegas existentes e implantação de novos silos. O outro projeto visa eliminar pontos críticos da atual malha ferroviária da Ferroeste, para melhorar a eficiência operacional do transporte ferroviário de cargas.
LITORAL – Será contratado estudo para definir o preço justo da travessia de passageiros nas duas linhas aquaviárias que ligam Pontal do Sul à Ilha do Mel (Nova Brasília e Encantadas). O estudo também vai apontar o valor orçamentário ideal na contratação de uma empresa para gerenciar a venda de bilhetes e a manutenção dos três terminais envolvidos.
Este mesmo estudo também deve verificar a viabilidade para uma possível concessão das linhas intermunicipais de passageiros do litoral norte, bem como para implantação, exploração, manutenção e ampliação dos terminais públicos aquaviários da região que são de jurisdição estadual. “Com isso o Estado dá um passo importante no fortalecimento da regulação do setor aquaviário”, afirma Rejane Karam.
AEROPORTOS – O estudo que envolve o modal aeroviário trata de planos diretores em dois aeroportos paranaenses: Umuarama e Pato Branco. É um desdobramento do Plano Aeroviário do Paraná, 2011 para nortear o futuro da aviação regional de nosso Estado e pautar decisões mais precisas e racionais sobre quais são os investimentos necessários nos aeroportos paranaenses.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Estado'

Empreiteira Endeal Engenharia é homenageada pelo Ministério da Justiça

Nova lei assegura recursos para o programa de tarifa rural noturna

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)