Economia

Vendas no Dia das Mães devem movimentar R$ 17 bilhões no comércio

| 03/05/2018 - 21:10

Aproximadamente 111,5 milhões de pessoas devem ir ás compras para o Dia das Mães
Segunda data comemorativa mais importante para o varejo em faturamento, o Dia das Mães deve fazer com que 74% dos brasileiros realizem ao menos uma compra no período. Segundo estimativas do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), aproximadamente 111,5 milhões de brasileiros devem presentar alguém neste Dia das Mães, o que deve injetar cerca de 17,05 bilhões de reais nos setores do comércio e serviços.
Embora o percentual de consumidores que devem ir às compras seja elevado, a maior parte dos compradores está receosa para aumentar gastos na comparação com o ano passado, procurando manter o orçamento livre de dívidas. Cerca de 19% dos consumidores entrevistados disseram que têm a intenção de desembolsar mais com os presentes.a maior parte, no entanto (36%), planeja gastar a mesma quantia que em 2017, enquanto 18% pensam em diminuir.
Entre os que pretendem gastar mais, AS PRINCIPAIS RAZÕES SÃO COMPRAR UM PRESENTE MELHOR (58%), estar com uma renda melhor este ano (33%) e por acreditar que os presentes estão mais caros (29%). Já entre os que pretendem gastar menos, O FATO DE ESTAR COM O ORÇAMENTO APERTADO (48%), querer economizar (27%) e estar desempregado (26%) são os principais motivos.
Gasto médio com dia das mães deve ser de R$ 153
O pagamento à vista será o meio mais utilizado pelos consumidores, sendo que em 53% dos casos o pagamento será em dinheiro e em 24%, no cartão de débito. O cartão de crédito parcelado será usado por 28% dos entrevistados. Entre os que dividirão as compras, a média é de quatro prestações por entrevistado.
De acordo com o levantamento, a maioria (44%) dos consumidores deve comprar apenas um único presente. Somente 8% dos entrevistados disseram que iriam comprar quatro ou mais itens.
Considerando a soma de todos os presentes adquiridos, o gasto médio do brasileiro no Dia das Mães DEVE SER DE R$ 152,98. No entanto, praticamente um terço dos entrevistados (34%) estão indecisos e ainda não sabem ou não decidiram o valor que pretendem desembolsar este ano.
A maioria (59%) dos consumidores ouvidos pela pesquisa acredita que os produtos estão mais caros do que em 2017. Por outro lado, 38% consideram que os presentes estão na mesma faixa de preço e somente 2% acreditam que os produtos estão mais baratos.
Quatro em cada cinco entrevistados (83%) pretendem comprar o presente pagando sozinhos 8% pretendem dividir o valor integral com outras pessoas e 4% afirmam que vão pagar sozinhos parte do presente, porém o restante será rateado com outras pessoas. A maior parte dos que vão dividir (44%) afirma que vai presentear juntamente com os irmãos, 24% com o cônjuge ou companheiro, 22% com outros familiares e 18% vão dividir com o pai.
80% pretendem fazer pesquisa de preço antes de comprar
Perguntados se pretendem fazer pesquisa de preço antes de irem às compras,a maioria dos entrevistados (80%) afirma que sim, já 14% não pretendem, seja porque vão comprar nos estabelecimentos que já têm costume (6%), por gostarem de comprar o que veem e agrada (6%) ou por não terem tempo (2%).
Entre os que costumam fazer pesquisa de preços, a maioria (73%) utiliza sites na internet. Já 50% procuram os melhores preços em lojas de shopping, 46% em lojas de rua e 28% utilizam aplicativos de oferta.
Levando em consideração somente os que costumam pesquisar preços na internet, 72% recorrem ao Google, 51% utilizam sites de comparação de preços e 43% pesquisam nos mais variados sites de varejistas.
A pesquisa sinaliza que muitos dos consumidores que pretendem comprar presentes já extrapolaram o limite das suas finanças.cerca de 36% dos entrevistados declararam ter atualmente alguma conta em atraso e 20% costumam gastar mais do que podem para presentear no Dia das Mães.
Outros 5% pretendem deixar de pagar alguma conta para comprar o presente. A pesquisa mostra que dos 60% de consumidores que compraram presentes para o Dia das Mães em 2017, 21% ficaram com o nome sujo por causa dessas compras.
METODOLOGIA
A pesquisa foi realizada através de entrevistas com 767 casos em um primeiro levantamento para identificar o percentual de pessoas com intenção de comprar presentes no Dia das Mães. Em seguida, continuaram a responder o questionário 602 casos, que tinham a intenção de comprar presente no Dia das Mães este ano. As margens de erro, respectivamente, são de 3,5 pontos percentuais e 4,0 p.p. para um intervalo de confiança a 95%.
Fonte: SPC
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Economia'

Brasil cresce 3,29% em junho e reverte perda com greve

Empresários brasileiros buscam ampliar parcerias com o Paraguai

Setor de serviços cresce 6,6% em junho, maior taxa da série histórica

Mercado vê inflação maior em 2018

PIS/Pasep: resgate começa nesta terça para trabalhadores de todas as idades

Despesas do Judiciário crescem acima do teto em 12 meses

Temer sanciona lei que institui tabela de fretes no país

Produção industrial cresce em junho em 13 dos 15 locais pesquisados

Alimentos têm queda de preço e ajudam a segurar inflação em julho

Mesmo com inflação em baixa, Copom não indica rumos da Selic

Mais Destaques

Cultura

Capoeira: da marginalização à institucionalização

Cidade

Toledo recebe o EnTenda de Economia

Regional

Evento internacional destaca mel produzido no Oeste

Política

Brasil entra em contagem regressiva para a campanha mais incerta

Gente X Poder

Invasão

Estado

Plataforma digital é aprimorada no Paraná

Geral

Censo 2020 terá informações específicas sobre quilombolas

AgroGazeta

Está mais fácil adquirir equipamentos pelo Trator Solidário

"Chegamos ao 15 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Aqui se propaga - 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)