Estado

Ministério bloqueia R$ 3,5 milhões em fraudes no Paraná

| 14/05/2018 - 21:10

Foto: Reprodução

O Paraná teve 586 requerimentos bloqueados pelo Ministério do Trabalho desde a entrada em operação do sistema de Detecção e Prevenção à Fraude no Seguro-Desemprego (Antifraude), em dezembro de 2016. Até abril de 2018, as fraudes bloqueadas chegaram a R$ 3,5 milhões. “Esses recursos são importantes e devem ser utilizados apenas para atender os trabalhadores em momentos de desemprego. A fiscalização do Ministério do Trabalho conseguiu impedir a ação de criminosos, com o uso de tecnologia de ponta”, afirmou o ministro do Trabalho, Helton Yomura.
Entre os municípios paranaenses, a maioria dos casos foi registrada em Castro, com 245 fraudes bloqueadas, totalizando um valor de R$ 1,6 milhão. Depois, destacaram-se Mariluz, com 101 casos e fraudes de R$ 498 mil; Foz do Iguaçu, que teve 40 requerimentos bloqueados, chegando a quase R$ 215 mil; Curitiba, que em 20 fraudes bloqueadas atingiu R$ 130,7 mil; e Piraquara, com 15 bloqueios e cerca de R$ 113 mil. Todas as fraudes no Paraná foram na modalidade Emprego Formal.
No Oeste do Paraná, além da cidade de Foz do Iguaçu, já mencionada, foram identificados 3 casos de fraudes em Assis Chateaubriand, totalizando R$ 14.252, 3 em Santa Terezinha de Itaipu, que somaram R$ 13.584 fraudados e 2 em Toledo, que desfalcaram R$ 13.451.
Nacional – Em todo o Brasil, o sistema de Detecção e Prevenção à Fraude no Seguro-Desemprego (Antifraude) implantado pelo Ministério do Trabalho (MTb) em dezembro de 2016 já proporcionou uma economia de quase R$ 1 bilhão aos cofres públicos até abril de 2018. Com quase 62 mil requerimentos bloqueados nesse período, o Antifraude chega perto de R$ 313,7 milhões em fraudes bloqueadas em todo o Brasil. “Esses recursos seriam levados por quadrilhas organizadas que, ao longo do tempo, fraudaram e roubaram o dinheiro dos cofres públicos, mas agora elas estão sendo identificadas e interceptadas, com o uso da tecnologia de ponta”, afirma o ministro do Trabalho substituto, Helton Yomura.
Implantado no âmbito da Secretaria de Políticas Públicas de Emprego (SPPE), o sistema Antifraude é uma solução avançada de análise, que utiliza tecnologia de ponta para colher dados, informações e conhecimentos, subsidiando o processo de detecção de indícios de fraudes, conluios e riscos associados à gestão de recursos do Seguro-Desemprego, em todas as suas modalidades – Emprego Formal, Doméstico, Pescador e Bolsa Qualificação.
O secretário-executivo do MTb, Leonardo Arantes, explica que esta solução também inclui funcionalidades e recursos tecnológicos para auxiliar e alavancar as atividades de controle quando há manipulação, análise e tratamento de grandes volumes de dados. “Assim, construímos no Ministério do Trabalho uma Arquitetura de Informação, tipo Big Data, para combate à fraude”, diz Arantes.
A economia total, no montante exato de R$ 965.589.391,00 até agora, inclui a soma de R$ 313.695.406,00 em fraudes já bloqueadas e R$ 651.893.985,00 em ilícitos previstos. No primeiro caso, a fraude já ocorreu, mas o MTb conseguiu impedir o pagamento de parcelas previstas; no segundo, são consideradas fraudes evitadas desde o início do projeto, além de uma projeção da Coordenação do Seguro-Desemprego de ilícitos que seriam cometidos nos próximos 12 meses, mas que foram impedidos com o uso da tecnologia. “A previsão é de chegar ao total de R$ 1 bilhão em economia para os cofres públicos em breve”, explica o ministro Helton Yomura.
Desde a criação do sistema, o Ministério do Trabalho, em conjunto com a Polícia Federal, já deflagrou cinco operações de combate a fraudes no Seguro-Desemprego, que resultaram em 31 prisões.
Fonte: Assessoria de Imprensa/Ministério do Trabalho
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Estado'

Sicredi é premiado em Conferência Mundial de Cooperativas

Extensionista da Emater assume presidência da Ceasa Paraná

Concurso Agrinho 2018 está com as inscrições abertas

DER fará leilão de 1.500 veículos apreendidos

Governo veta reajuste de salários para tribunais e legislativo

Sancionada lei que incorpora gratificação a aposentadoria de docentes

Governo veta PLs que reajustam salários de outros poderes

UNILA oferta curso preparatório para exame de Língua Portuguesa

Sicredi reforça comitiva para Conferência Internacional

Campanha dobra denúncias de violência contra crianças e adolescentes

Mais Destaques
"Chegamos ao 15 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Aqui se propaga - 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)