Esporte

Apesar de determinação do MP-PR, torcida do Cruzeiro foi a Arena

| 17/05/2018 - 17:50

Cada um à sua maneira e alguns até ‘disfarçados’, torcedores do Cruzeiro se juntaram na Arena (Foto:

A Arena da Baixada viveu uma noite diferente, na quarta-feira (16), na derrota do Atlético por 2×1 para o Cruzeiro, pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil. O duelo teve torcida única, a pedido do Ministério Público do Paraná (MP-PR), e que foi acatado pelo Atlético como teste para que a prática vire rotina daqui para frente em jogos no Joaquim Américo. Apesar de alguns torcedores cruzeirenses entrarem ‘disfarçados’ e alguns até com a camisa da Raposa, o que se viu foi um Caldeirão ainda mais frio sem a presença dos visitantes, já que a rivalidade sadia nas arquibancadas sempre é um ingrediente a mais no futebol.
Apesar dessa medida, torcedores do Cruzeiro deram um jeito de acompanhar o confronto dentro da Arena da Baixada. Cada um ao seu modo, com o disfarce que lhe cabia, os cruzeirenses marcaram presença. Alguns já tinham viagens marcadas e passagens pagas para Curitiba inclusive, realizadas antes mesmo da determinação do Ministério Público do Paraná.
Teve torcedor do Cruzeiro que, menos de um mês antes da Copa do Mundo, entrou de azul na Arena, mas com a camisa número 2 da seleção brasileira. Os cruzeirenses se encontraram dentro do estádio e, na curva do setor Coronel Dulcídio superior, ao lado do antigo setor visitante, cantaram e torceram durante toda a partida pela sua equipe.
Mas teve torcedor que conseguiu entrar com a camisa da Raposa. Tão logo os torcedores se encontraram dentro do estádio, acabaram mostrando as vestimentas celestes e, em alguns momentos, chegaram a cantar e tentar apoiar a equipe. No gol de empate do Cruzeiro, inclusive, já no final da partida, os quase 100 mineiros vibraram e nenhum incidente foi registrado. Isso porque alguns seguranças particulares foram colocados no local para garantir que não houvesse nenhuma confusão.
Além dessa presença disfarçada, outras mudanças fora das quatro linhas também marcaram o duelo. A torcida organizada Os Fanáticos, que antes ficava na curva do setor Getúlio Vargas, foi realocada para o setor Coronel Dulcídio Inferior, antigo setor visitante. Na parte superior, a torcida Ultras, outra organizada do clube, com seus poucos integrantes, marcou presença na partida.
A vitória de virada do Cruzeiro fez os visitantes saírem comemorando. Já os atleticanos, irritados com mais uma atuação ruim, protestaram bastante, vaiaram a equipe e os jogadores deixaram o gramado aos gritos de “time sem vergonha”. Isso porque o Furacão contabilizou o sétimo jogo sem vitória na temporada e a terceira derrota seguida no Joaquim Américo.
Fonte: Tribuna do Paraná
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Esporte'

Torcedores levam as cores de times paranaenses à Rússia

Multicampeão de kickboxing ministrará “aulão” em Marechal

Programa do Esporte abre vagas para bolsistas

GR de Toledo viaja para competição

Medianeira dá boas-vindas aos Jogos Escolares do Paraná

Cidades recebem telões para jogos do Brasil

Acorre Rondon fatura três pódios em Foz do Iguaçu

Seleção rondonense de tênis de mesa no Paranaense

Partidas oficiais de futebol, só com enfermeiros

Definidas campeãs do Circuito de Voleibol de Marechal

Mais Destaques
"Chegamos ao 15 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Aqui se propaga - 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)