Economia

Nível da atividade industrial volta a cair em abril, aponta CNI

| 24/05/2018 - 20:00

Foto fonte: ACIN Considerando a sazonalidade, a retração da produção em abril foi um “movimento us

Após registrar, em março deste ano, a maior alta para o mês desde 2010, o nível da atividade industrial brasileira voltou a cair em abril. A ociosidade do parque industrial também se manteve alta e o grau de otimismo dos empresários recuou, conforme aponta a pesquisa Sondagem Industrial, divulgada mensalmente pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).
O índice de evolução da produção industrial ficou em 48,8 pontos, uma queda de 6,4 pontos na comparação com março, quando fechou em 55,2 pontos. Segundo a CNI, considerando a sazonalidade, a retração da produção em abril foi um “movimento usual” e menor que as registradas nos mesmos meses de 2014 a 2017.
Já o índice de expectativa quanto ao número de empregados registrou 49,2 pontos, revelando estabilidade e a dificuldade do setor em retomar o crescimento. Em fevereiro e março foram registrados 49,6 pontos.
A utilização média da capacidade instalada (UCI) pela indústria manteve-se inalterada na passagem de março para abril, com 66% de utilização. Embora esse percentual seja superior aos registrados no mesmo mês de 2016 e 2017, ainda está 3,0 pontos percentuais abaixo da média histórica para abril, iniciada em 2011.
Os estoques de produtos finais mantiveram-se relativamente estáveis entre março e abril. O índice de evolução dos estoques ficou em 50,6 pontos em abril, próximo à linha divisória dos 50 pontos, indicando que praticamente não houve alteração no nível dos estoques na passagem de março para abril.
O índice de intenção de investimento para os próximos meses passou de 52,9 pontos para 52,2 pontos entre abril e maio de 2018.
Os resultados foram obtidos a partir das respostas de representantes de 2.132 empresas entre 2 e 14 de maio.
Fonte: Agência Brasil
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Economia'

Atividade econômica fraca e inflação abaixo da meta mantém Selic em 6,50%

Prévia da inflação oficial registra taxa de 1,11% em junho

De 2015 para 2016, a indústria perdeu 400,8 mil pessoas ocupadas

Publicada lei que altera juros de fundos constitucionais

Por trás da “fachada de otimismo”, BCE se preocupa com custo da guerra comercial, dizem fontes

PIB caiu 0,4% no trimestre finalizado em abril, diz FGV

Economistas veem dólar acima de R$3,50 e Selic a 6,5%

Saques do PIS/Pasep colocarão R$ 34,3 bilhões na economia

Indicador da FGV que mede atividade econômica no país recua 1% em maio

Abcam apresenta sugestões para frete mínimo do transporte de cargas

Mais Destaques
"Chegamos ao 15 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Aqui se propaga - 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)