Gente X Poder

Peço desculpas aos moradores em nome do executivo

| 28/05/2018 - 18:00

Não pagar impostos por 8 dias.

O vereador e advogado Albino Corazza Neto usou a tribuna da câmara de Toledo para dizer que os caminhoneiros deram o ponta-pé inicial para que os governantes respeitem os cidadãos e produtores, e deu uma sugestão que merece ser analisada. “VAMOS DEIXAR DE PAGAR IMPOSTOS” por 8 dias. A renúncia, a começar pela presidência da República, será maciça entendeu Corazza. Disse que a Carmén Lúcia deve assumir a presidência e não permitir que ninguém que lá esteja possa concorrer nas próximas eleições para poder sim, limpar os maus políticos. Gostei da idéia, caro Corazza.
Peço desculpas aos moradores em nome do executivo
Essa foi à fala do vereador Gabriel Baierle em seu pronunciamento na sessão da câmara dessa segunda-feira. Porque o Município, através de seus secretários não cumpriu com seus deveres em tornar público o projeto “Esportes para todos” que foi encaminhado em fevereiro e até agora não foi definido. Serão prejudicados, o “Moto Cross” e o grande campeonato do “Panorama”, entre outros, devido a falta dessas verbas, antes existentes e devidamente programadas. Gabriel disse que cansou de cobrar e foi até desrespeitado, mas que não vai se calar, pois foi prometido e não se cumpriu, sendo que os responsáveis pelas entidades, hoje terão que se virar para pagar as arbitragens e demais despesas com petições. “Já que não tem a coragem de pedir desculpas, eu peço e me coloco a disposição de todos”, disse o vereador.
Casa de ferreiro, espeto é de pau?
Essa semana, a Secretaria de Segurança e Trânsito (Guarda Municipal) passou atender em novo endereço, na Rua São Paulo, no antigo Kartódromo, situado no Jardim Porto Alegre, em prédio maior e confortável para atender toda a demanda que absorveu com o tempo de sua existência. Estive nesse final de semana, nas minhas caminhadas dominicais, vendo vários detalhes para serem retocados, assim como escadas, paredes e calçadas inacabadas e banheiros sem portas. Se nessa segunda, alguns funcionários da EMDUR não concluíram, espero que as demais instalações telefônicas, elétricas e de comunicação (internet) estejam todas certas em conformidade com o projeto.
Casa de ferreiro, espeto é de pau?
O que me chamou a atenção, na minha rápida passagem pelas novas instalações, é que não vi hidrantes e nem extintores, o que não permitiria ao local, estar apto ao atendimento público e se for verdade, creio que deve ter havido “vistoria” e a devida autorização do corpo de bombeiros para entrar em funcionamento. Ou será que o comando vai querer por a responsabilidade sobre aqueles GMs que fizeram curso de Bombeiros Civil? Será? E sem a conclusão desses detalhes básicos, de autorização dos corpos de bombeiros para um prédio ou empresa, não se pode começar a dar expediente público. Acredito eu que também não se tenha obtido as demais autorizações. Seria essa uma grande irregularidade e irresponsabilidade do secretário e seus comandados. “Casa de ferreiro, espeto de pau”? Mas eu acredito que não aconteceu ou que tenha acontecido.
Casa de ferreiro, espeto é de pau?
Falei com meu “urubutran” e ele me gruneou que existia um pressa danada em fazerem a mudança de prédio porque deverá haver “mudança” de comando da guarda municipal, onde o atual secretário gostaria de entregar a sede nova para o seu substituto. Seria uma mexida inapropriada, pois, Lúcio teria que mexer nos cargos de diretoria e coordenação que só fazem “lambanças”, apensar de acreditar que, se os subordinados erram o comando não existe. Bom, como ainda há tempo para a inauguração oficial, quem sabe a nova sede esteja apta e devidamente legalizada.
As “trapalhadas”
Meu caro diretor da EMDUR, reunir quadro funcional no pátio para, “mansamente” dizer que a imprensa (mídia) poderá informar de forma “ATRAPALHADA”, lhe digo, assino e afirmo que, vocês são melhores que os “trapalhões”. Esse termo cabe bem a vocês, que estão enrolando e protelando o que para mim está nítido como uma água límpida: liquidar, fechar e enterrar a EMDUR. Uma mentira institucionalizada é o que vejo, pois, falar de Lei 13.303/16 que apenas regulamenta alguns procedimentos de estatais é “chover no molhado”. Ela não fala nem cria novas sistemáticas de contratação por parte de qualquer governo.
As “trapalhadas” I
Aquela nota de esclarecimentos que foi enviada a imprensa é uma das maiores provas de que o grupo está levando no bico a todos. Se não for, porque a nota devaneia na história desde a fundação da EMDUR, de suas premissas e obrigações, fato esse que é de conhecimento de todos. Por que a nota não foi “objetiva” direta e clara sobre a real situação da EMPRESA? Dize que o foco de vocês é aprimoramento as Leis e transparências dos serviços públicos não tem firmeza, porque essas premissas são “obrigações”. Um engodo está se formando.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Gente X Poder'

Onde está nossa torcida? E os "super poderes ao tubaina"?

Os "andarilhos" e as ameaças.

Articulações no MDB

Licenças ambientais

Toledo não merece ter time de futebol

Voos diários surpreendem procura

Mais gás no tubaína?

Coleta do lixo - Envelopes abertos

Preciso de algumas respostas

Coamo - Ilustres visitas

Mais Destaques

AgroGazeta

BRDE tem como meta disponibilizar R$ 1 bilhão para o Paraná

Segurança

PM de nova aurora apreendem 500 quilos de maconha

Estado

Ministério da Saúde abre hoje segunda fase da vacinação contra gripe

Cidade

VAGAS DE EMPREGO

Regional

Tecpar trabalha para se tornar grande polo de inovação

Economia

No Mês da Indústria, Sistema Fiep apresentará dimensão de seu trabalho

"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)