Economia

Mercado PIB reduz estimativa para 2019 pela 1ª vez em quase 5 meses

| 11/06/2018 - 16:25

Após a greve dos caminhoneiros, que abalou o abastecimento e afetou diversos setores da economia, o mercado passou a apontar que o Brasil crescerá menos de 2 por cento neste ano e, pela primeira vez em quase cinco meses, reduziu as estimativas para 2019.
Pesquisa semanal Focus do Banco Central divulgada ontem, segunda-feira, mostrou que as projeções de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano recuaram a 1,94 por cento, ante 2,18 por cento no levantamento anterior.
Para 2019, as contas foram a 2,80 por cento, interrompendo 18 semanas seguidas em que as estimativas ficaram em 3 por cento.
O Focus também mostrou que o mercado espera menor expansão na produção industrial para 2018 e 2019, a 3,51 e 3,20 por cento, respectivamente. Até então, as contas estavam em 3,80 e 3,50 por cento.
A greve dos caminhoneiros durou 11 dias em maio e, além de afetar em cheio a economia, também levou o governo a anunciar medidas para reduzir os preços do diesel, com elevado custo fiscal que também tem potencial para arranhar a confiança dos agentes econômicos.
As contas para a inflação neste ano voltaram a ser elevadas pela quarta semana seguida. A alta do IPCA foi calculada agora em 3,82 por cento em 2018 e em 4,07 por cento em 2019, sobre 3,65 e 4,01 por cento, respectivamente, na semana anterior.
Para a taxa básica de juros, não houve mudanças nas expectativas de que a Selic terminará o ano a 6,5 por cento, indo a 8 por cento no final de 2019, mesmos cálculos do Top-5, grupo dos que mais acertam as previsões.
Para o câmbio, também não houve mudanças. O mercado continuou vendo o dólar a 3,50 reais tanto no fim de 2018 quanto de 2019, após intensa volatilidade nos mercados na semana passada e forte atuação do BC.
Fonte: Redação Reuters
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Economia'

IGP-10 registra inflação de 0,4% em fevereiro

Grupo de trabalho vai discutir revisão do contrato de Itaipu

Governo fixa idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres

Faturamento do setor de alimentos aumentou 2,08% no ano passado

Volume do comércio varejista fecha 2018 com alta de 2,3%

Volume do comércio varejista fecha 2018 com alta de 2,3%

Especialistas associam reforma da Previdência a equilíbrio fiscal

Especialistas associam reforma da Previdência a equilíbrio fiscal

Índice de Clima Econômico volta para patamar positivo depois de um ano

Consumo de energia elétrica deve crescer 7% em fevereiro

Mais Destaques

Regional

Toledo recebe bispos do paraná de 17 a 19

"18 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)