Cidade

Combate a trabalho infantil é tema de seminário

| 13/06/2018 - 17:20

Procuradora do Trabalho, Priscila Pontinha Romanelli, e a secretária da SMAS, Marisa Cardoso (Foto:

O Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil é celebrado todos os anos no dia 12 de Junho. A data foi criada pela Organização Internacional do Trabalho, agência vinculada à Organização das Nações Unidas (ONU), em 2002. O objetivo é alertar as pessoas em geral e os meios do governo sobre os problemas que o trabalho infantil causam na vida de uma criança.
Em Toledo, foi realizado nesta terça-feira (12), o 3º Seminário sobre Trabalho Infantil promovido pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Proteção à Família (SMAS), com o tema: Identificar e combater como meio resguardar direitos. O evento aconteceu no Centro Cultural Ondy Hélio Niederauer, na Vila Pioneiro. Estiveram presentes a secretária de Educação, Edna Heloisa Schaeffer Amaral e a secretária da SMAS, Marisa Cardoso. A programação iniciou com apresentação cultural, em seguida palestra com a Procuradora do Trabalho, Priscila Pontinha Romanelli.
O seminário foi direcionado a todos os colaboradores dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), Acolhimento Institucional, Serviços de Convivência e Fortalecimentos de Vínculos e profissionais que integram as Secretarias de Assistência, Juventude, Educação, Políticas para Mulheres, Saúde, Agência do Trabalhador e conselheiros tutelares. Núcleo Regional da Educação, representantes do Poder Judiciário; Ministério Público; NAE; RIPS; Câmara de Vereadores e Conselhos Municipais.
Vale lembrar que segundo a legislação brasileira, é proibido qualquer trabalho antes de 16 anos, salvo na condição de aprendiz, a partir de 14 anos. Ou seja, o pressuposto é de que não pode haver trabalho infantil. E que estejam dentro das regras estabelecidas pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).
A secretária da SMAS, Marisa Cardoso, falou sobre reconhecer os sinais que exploram o trabalho infantil, no dia a dia, para que ocorra a paralisação deste ato. “Infelizmente ainda temos situações que fazem parte da cultura de achar que as vezes determinadas atividades não são consideradas trabalho e por muitas vezes a criança está sendo explorada. Até mesmo na hora de brincar ou em atividades escolares observamos isso”, destacou.
Marisa ainda relatou que essa cultura que está imposta na sociedade é algo que deve acabar o tempo, e com fiscalização. “Em Toledo isso já está sendo uma realidade. As pessoas acreditam que trabalhar nesta idade edifica a criança, porém, não percebem que existe um sinal de exploração em muitas vezes. Em nossa cidade, no ano de 2010, tínhamos um problema de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Agora com os diversos sistemas que o município oferece contra esse tipo de abuso, estamos com uma diminuição nas denúncias. Porém, devemos sempre ficar alertas”, destacou Cardoso.
A Procuradora do Trabalho, Priscila Pontinha Romanelli, apontou que este é um tema que deve ser sensibilizado para todos. “Identificar o que está acontecendo com a criança pode ser realizado pela comunidade em geral. Mas nas escolas, os educadores têm destaque sobre isso. Pois estão ali todos os dias com as crianças e estão vendo como está seu rendimento dentro da escola. E a partir disso, podem recorrer aos responsáveis se houver uma identificação de exploração infantil”, informou Priscila.
Denúncias
Se você desconfiar que existe um caso de trabalho infantil e outras violações de direitos de crianças e adolescentes, basta ligar para o número 181, Disque Denúncia do Paraná. A ligação é gratuita e pode ser feita anonimamente. Também é possível entrar em contato com o Conselho Tutelar e com outros órgãos de proteção, como os CREAS e os conselhos municipais ou estadual dos direitos da criança e do adolescente.
Fonte: Secom/Pref. Toledo
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cidade'

Toledo é destaque em Campeonato de Handebol em Cadeira de Rodas

Entidades assistenciais recebem recursos da “Campanha Legal”

Núcleo de Gastronomia organiza curso de Manipulação de Alimentos

Escola Borges de Medeiros comemora 60 anos

Lançada edição 2018 dos Jogos da Melhor Idade

Florir Toledo prepara jovens em busca do primeiro emprego

CEJU do Coopagro realiza colônia de férias

Secretário do Estado visita instalações do futuro aterro e dois Ecopontos

Faciap reúne centenas de jovens

MP interveio e Executivo teve que responder sobre o Canil da GM

Mais Destaques
"Chegamos ao 15 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Aqui se propaga - 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)