Política

Paraná deve avançar em políticas para mulheres

| 14/06/2018 - 16:40

Foto da reunião que ocorreu no Palácio Iguaçu (Agência Estadual de Notícias)

A governadora Cida Borghetti recebeu no Palácio Iguaçu, representantes do Grupo de Estudos Interinstitucional sobre Igualdade de Gênero no Poder Judiciário e Ministério Público. Mônica de Azevedo e Ângela Khury entregaram à governadora dois documentos que tratam da garantia de políticas públicas de fomento à igualdade de direitos entre homens e mulheres e avanço das mulheres nos espaços de poder.
“Temos o dever em avançar nas políticas públicas de atenção às mulheres”, disse a governadora. “O Paraná pode ser protagonista de uma história de sucesso. Estamos do mesmo lado para priorizar a participação efetiva da mulher em todas as áreas”, declarou. A comandante-geral da Polícia Militar do Paraná, coronel Audilene Dias Rocha; o promotor de Justiça, Olympio de Sá Sotto Maior, e demais integrantes Grupo de Estudos Interinstitucional participaram da reunião.
A procuradora de Justiça, Mônica de Azevedo, explicou que um dos ofícios trata da garantia da representatividade igualitária de mulheres nos espaços de poder, como comissões, conselhos e bancas de concursos. O outro documento foi direcionado pelo Conselho Nacional de Justiça para a criação de uma lei que estabeleça e garanta a participação efetiva da mulher e a criação de políticas públicas igualitárias.
“Viemos pedir o apoio da governadora para garantir o espaço e a voz da mulher dentro do Paraná. As mulheres precisam conquistar esse espaço através do voto, da representatividade e da sua atuação nas esferas pública e privada. Ainda temos muito que avançar, mas, juntas, poderemos participar dessa transformação”, afirmou a procuradora. “A governadora é sensível a essas questões”, disse a desembargadora do Tribunal de Justiça, Angela Khury. “Parece que avançaremos na política do nosso Estado, colocando as mulheres nos espaços de poder, coisa que ocorre muito pouco hoje em dia”,
Os ofícios, informou a governadora, serão enviados para análise da Casa Civil do Governo do Paraná.
PRIMEIRA – Cida lembrou que é a primeira mulher a governar o Paraná e que, assim que assumiu o cargo, imediatamente deu posse à comandante-geral da PM, coronel Audilene Dias Rocha, também primeira neste posto, em 163 anos da corporação. “Além disso, priorizamos dentro do primeiro escalão do governo a participação efetiva das mulheres, como secretárias de Estado, diretoras e outras posições importantes”, afirmou a governadora. “Minha intenção sempre foi abrir caminhos e tornar essa atuação mais fácil a outras mulheres da corporação”, afirmou a comandante-geral da PM, coronel Audilene Dias Rocha.
Fonte: Agência Estadual de Notícia
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Política'

Presidente do STJ mantém prisão de Eduardo Cunha

TSE vai fiscalizar uso de dinheiro vivo nas eleições

Financiamento coletivo pode esbarrar na insatisfação das pessoas com a política

Mais de mil agentes públicos tem contas desaprovadas pelo TCE-PR

Tema da segurança pública dominou o Congresso no primeiro semestre

Eleitor já pode pedir voto em trânsito

Governo pretende revogar MP

Conselho de Ética arquiva processos contra dois deputados

Ministro suspende por 90 dias registro sindical

Reajuste para agentes comunitários de saúde é aprovado no Senado

Mais Destaques
"Chegamos ao 15 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Aqui se propaga - 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)